Economia

Reservas Internacionais Líquidas atingiram pico no mês de Agosto

As Reservas Internacionais Líquidas (RIL) do país atingiram o seu ponto mais alto, este ano, no mês de Agosto ao fixarem-se nos 9,9 mil milhões de dólares, acima dos actuais 9,2 mil milhões e dos 8,7 mil milhões apurados em Janeiro.

18/10/2021  Última atualização 09H45
Valor mais baixo das reservas verificaram-se em Abril e Maio nestes 10 meses deste ano © Fotografia por: DR
Em ambos os casos, representam mais de 12 meses de importações consecutivas, acima da média de convergência da Comunidade de Desenvolvimento de Países da África Austral - SADC que é de seis a oito meses.

Os indicadores de Agosto são também os que se aproximaram do patamar de dois dígitos (10 mil milhões), uma cifra encarada como reveladora da etapa de plena estabilização.

As RIL já estiveram durante anos no nível entre 11 a 16 mil milhões de dólares, os mais altos, em muito apoiados pelo "boom" que o petróleo registou naquela fase, atingindo mesmo entre 2012 e 2014 o valor de 122 dólares por barril de Brent.

Em 10 meses de 2021, o valor mais baixo das reservas verificaram-se em Abril e Maio, com cerca de 7,5 mil milhões de dólares.

Nesta fase, também se acharam os níveis mais baixos das Reservas Internacionais Brutas (inclui a RIL mais outros activos admitidos como reservas bancárias, caso do ouro), no caso pouco mais de 14 mil milhões.
Actualmente, as Reservas Internacionais Brutas (RIB) estão no patamar de 16 mil milhões de dólares, representando solidez do sistema para amparar choques externos e honrar compromissos com credores.


Empurrão do petróleo

Tratando-se do principal produto de exportação do país, o comportamento do preço do barril de petróleo nos mercados internacionais joga forte influência na variação para alta ou baixa das reservas.

Nota-se que nos últimos cinco meses (Junho a Outubro) o preço do barril está em médias acima dos 60 dólares e, consequentemente, as RIL do país fixaram-se nunca abaixo dos 8 e 9 mil milhões. As RIB, de igual modo, variam entre 15 e 16 mil milhões, nessa fase com tendência para patamares mais acima.

O barril de Brent, petróleo referência às exportações angolanas, volta a abrir a semana acima dos 80 dólares, alimentado pelas projecções de que podem chegar a 90 dólares em Novembro e nos 100 dólares ainda este ano.

Este empurrão dos preços do crude pode também sinalizar o início de um ciclo virtuoso das contas internas e da capacidade de gerarem-se mais riquezas, seja pelo PIB "per capita" seja Reserva Nacional Bruta.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia