Regiões

Requalificação urbanística é concluída em dez meses

Bernardo Capita | Cabinda

Jornalista

As obras de requalificação urbanística da área adjacente ao rio Lucola, que incluem, também, o desassoreamento do leito da bacia hidrográfica, decorrem a bom ritmo e são concluídas dentro de dez meses.

07/10/2022  Última atualização 07H10
Governadora de Cabinda recebe explicações sobre o desassoreamento do rio Lucola © Fotografia por: Edições Novembro
O projecto, iniciado em Fevereiro de 2022, está orçado em 427.337.688 kwanzas e contempla, entre outras empreitadas, a protecção das margens do rio, arranjo paisagístico, zonas de banho, marginal pedonal e instalação de iluminação pública.

Pretende-se com as obras de requalificação urbanística do perímetro adjacente ao rio Lucola tornar o local em um espaço turístico.

Além dos trabalhos de desassoreamento do rio, num percurso de aproximadamente três quilómetros e meio, as obras vão incidir, também, no melhoramento de todo o pavimento que antecede as margens do rio, incluindo a colocação de passeios e outros equipamentos para melhorar a circulação e para as crianças brincarem e adultos poderem fazer caminhadas (exercícios físicos).

Dada a importância do projecto, a governadora da província de Cabinda visitou, quarta-feira, o local, para constatar a evolução dos trabalhos e baixar orientações pontuais à empreiteira.

Mara Quiosa visitou, igualmente, as obras de construção da ponte sobre o rio Lucola, em curso na localidade do Icazu, que visam desafogar o trânsito na Estrada Nacional número 110 e facilitar a ligação entre as regiões Norte e Sul da cidade de Cabinda.

As obras de construção da ponte sobre o rio Lucola, com 72 metros de comprimento e 13,4 de largura, começaram em Setembro de 2019 e estão orçadas em 4.5 milhões de dólares, prevendo-se a sua conclusão dentro de 45 meses.

Em declarações à imprensa, depois de ter visitado os dois projectos, nomeadamente o de requalificação do rio Lucola e da construção da ponte sobre o mesmo rio, na zona do Icazu, a governadora Mara Quiosa disse ter ficado com boa impressão sobre a evolução dos trabalhos.

À empreiteira a governadora Mara Quiosa pediu celeridade nos trabalhos, "por termos relatos de ocorrências de inundações e cheias com relativa frequência, no município de Cabinda”. Reiterou a necessidade do cumprimento escrupuloso dos prazos contratuais. "As obras continuam a decorrer a bom ritmo e isso alegra-nos bastante”.

No que toca às obras de construção da ponte sobre o rio Lucola, com termo previsto para Junho de 2023, a governadora Mara Quiosa afirmou que elas  constituem uma mais-valia para a população, tendo em conta que, quando forem concluídas, deverão melhorar, significativamente, a mobilidade de pessoas e bens.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões