Cultura

Representante de Luanda destaca papel do concurso

Manuel Albano

Jornalista

O representante da fase provincial de Luanda ao Festival de Música Popular Angolana (Variante 2022), Arman Jason disse, esta segunda feira, em Luanda, que o prémio representa a determinação e o foco pelo trabalho desenvolvido ao longo dos anos.

26/04/2022  Última atualização 09H30
Arman Jason conquistou o júri desta edição com o tema “África” e vai disputar a fase final © Fotografia por: DR

O cantor explicou, esta segunda-feira, ao Jornal de Angola, que sempre acreditou numa boa classificação. "Agora vou apostar mais na divulgação da carreira e o prémio é a prova que o talento existe e precisamos acreditar mais e trabalhar com determinação”, disse, acrescentando que com o valor do prémio vai apostar mais na carreira e promover o tema "África” nas plataformas digitais.

O cantor Arman Jason foi eleito o representante de Luanda ao Variante 2022, na sexta-feira, no Royal Plaza Hotel, com o júri a confirmar a canção "África” como a melhor em concurso, com 221 pontos.

Como prémio, Arman Jason recebeu um cheque no valor de 600 mil kwanzas. Em segundo lugar ficou, com 208 pontos, o cantor Euclides Figueira, com a canção "O Samba é Filho do Semba” e obteve como prémio um cheque no valor de 400 mil kwanzas.

A concorrente Faustina Catila, com "Não aceito (Sitava)”, foi a terceira classificada e recebeu como prémio um cheque no valor de 200 mil kwanzas. Todos os concorrentes receberam da organização um certificado de participação e uma dikanza. A Banda Movimento acompanhou os cantores.

A presidente do júri, Tonicha Miranda, disse, ao Jornal de Angola, que a escolha do vencedor foi, em parte, devido a criatividade, diversidade rítmica e originalidade na letra da canção.

O músico Robertinho foi o convidado especial desta edição e interpretou sucessos, como "Kiowa”, "Makongo”, "Kakinhento”, "Desespero”, "Nga Xixima” e "Sanguito”.

Para o músico Euclides Figueira, segundo classificado, é preciso reconhecer mais, em concursos semelhantes, o potencial dos jovens cantores. Há 25 anos na música, o cantor explicou que tem no mercado os CD "Mensagens de Angola”, de 2004, e "Meu Lado Pessoal”, de 2010.

Por sua vez, Faustina Catila, a terceira classificada, considera-se uma vencedora por estar entre os três primeiros. Para a cantora, o prémio vai abrir portas e motivar a projecção da carreira pessoal. Há três anos na música, disse que o concurso tem permitido aos concorrentes mostrarem todo o potencial.

Entre os concorrentes desta edição há a destacar Elisa Coelho, Peck dos Santos, Paulo René, Domingos da Conceição, Osvaldo Cambango, Grupo Hermon e Eusébio Costa. O festival foi organizado pelo Governo da Província de Luanda.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura