Política

Reino Unido anuncia bolsas de estudo em mestrado para estudantes de Cabinda

Arsénia Manuel | Cabinda

Jornalista

A Embaixada do Reino Unido em Angola, procedeu, sexta-feira, em Cabinda, à apresentação à comunidade académica da província, do programa de bolsas de estudo para mestrado, denominado “chevening”, financiado pelo Governo britânico, num acto testemunhado pelo seu embaixador, Roger Stringer.

27/11/2022  Última atualização 08H05
Embaixada do Reino Unido em angola Roger Stringer © Fotografia por: DR

O diplomata, que falava para os responsáveis de instituições do Ensino Superior com destaque para a Universidade 11 de Novembro, Instituto Superior de Ciências da Educação, Instituto politécnico de Cabinda, Instituto Superior Privado Lusíadas, docentes e estudantes, afirmou que, o programa de bolsas de estudo é financiado pelo Governo britânico e organizações parceiras com a finalidade de formar jovens e adultos com pensamento de inovação e liderança.

O diplomata britânico lembrou que a próxima fase de candidaturas de bolsas de estudo em mestrado estará aberta nos meses de Junho e Julho de 2023, com acesso livre a todos os estudantes interessados que tenham terminado a licenciatura, com idades compreendidas entre 24 e 40 anos, e que dominem fluentemente a língua inglesa.

O período de formação, cujas aulas serão ministradas integralmente no Reino Unido, será de um ano, tempo que o diplomata considera suficiente para capacitar estudantes "que, depois de formados, possam implementar a mudança em Angola”, disse Roger Stringer.

O diplomata destacou que as bolsas estão disponíveis em 160 países em desenvolvimento particularmente para os anglófonos e francófonos e com privilégio para Angola como país lusófono em que o programa engloba a comunidade académica das 18 províncias.

"Este programa já funciona desde 1983, mas em Angola foi implementado em 1985 e de lá pra cá, 120 angolanos já foram graduados em diferentes cursos”, apontou.

O vice-governador para o Sector Político e Social, Miguel dos Santos de Oliveira, informou ao embaixador Roger Stringer, que o Ensino Superior na província, está em franco crescimento e com a disponibilidade de bolsas de estudo para o mestrado pela Embaixada do Reino Unido, "só vem potenciar ainda mais os quadros desta parcela do território nacional”.

Por sua vez, os responsáveis de várias instituições de ensino superior, incluindo os docentes e estudantes, presentes no acto de apresentação do programa de bolsas de estudo, as suas opiniões convergiram, agradecendo a Embaixada do Reino Unido por ter contemplado a província de Cabinda no programa de bolsas de estudo em mestrado, por um lado, e, por outro, manifestando a preocupação relacionada ao facto do acesso à candidatura para a bolsa de estudo estar condicionada ao  domínio da língua inglesa, o que contraria com as suas expectativas tendo em conta que Angola é um país lusófono.

À margem do encontro com a comunidade académica da província, Roger Stringer reuniu-se com a classe empresarial local para se inteirar das potencialidades da região e da possibilidade de empresários ingleses investirem na província.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política