Economia

Regulador suspendeu certificação de gasoduto

O regulador alemão para a energia suspendeu, de forma temporária, o processo de certificação do gasoduto Nord Stream 2, numa decisão que levou a um aumento de 12 por cento no preço do gás.

18/11/2021  Última atualização 09H30
© Fotografia por: DR
Em comunicado, a Agência Federal de Redes da Alemanha explicou, na noite de terça-feira, que a "certificação do operador” do referido gasoduto só pode ser considerada se este "adoptar uma forma legal ao abrigo da lei alemã”, ou seja, deve cumprir os requisitos da lei de economia energética para um operador independente.

Nessa perspectiva, a casa mãe está obrigada a concluir a transferência de bens e pessoal para a filial alemã e, só nessa altura, o regulador poderá analisar e aprovar a certificação e tem um prazo de quatro meses para fazê-lo.

O Nord Stream 2, que está sob a alçada da filial alemã da Nord Stream 2AG, sediada na Suíça, é controlado pela gigante russa Gazprom e está pronto a funcionar, transportando gás russo para a Europa Ocidental através da Alemanha, sem passar pela Ucrânia, ao longo de 1230 quilómetros,depois de ter absorvido investimento de 9,5 mil milhões de euros.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia