Economia

Regresso da TAAG ao Uíge contribui para o progresso

Vinte e três anos depois, a TAAG, companhia aérea de bandeira nacional, voltou, desde esta segunda-feira (2), a voar para a província do Uíge. O secretário de Estado para os sectores da Aviação Civil, Marítimo e Portuário, Carlos Borges, que testemunhou o acto, disse que o regresso dos voos da TAAG ao Uíge vai contribuir no desenvolvimento económico daquela província.

03/05/2022  Última atualização 10H55
Dash-Q400 com o nome “Cunhinga” foi o primeiro avião da TAAG a aterrar no aeroporto do Uíge © Fotografia por: Alberto Pedro | edições novembro

Em declarações à imprensa, Carlos Borges pediu aos empresários e pessoas singulares que façam desta ligação da TAAG uma via, não só para o desenvolvimento local, mas também para a promoção do turismo interno, arte e cultura.

O governante disse esperar que, além da rota Luanda- Uíge, retomada ontem, surjam novas, a partir do Aeroporto Manuel Quarta Punza, para Cabinda e a República Democrática do Congo, destinos onde os empresários do Uíge mantêm relações económicas.

Considerou que, para sustentar a rota, a TAAG vai precisar de um esforço suplementar, razão pela qual solicitou a afluência dos populares aos serviços da companhia. Por sua vez, o governador do Uíge, José Carvalho da Rocha, disse que o regresso dos voos à província se enquadra na materialização das promessas feitas pelo Presidente da República, durante a visita que efectuou àquela parcela do país, em Outubro do ano passado.

José Carvalho da Rocha destacou o facto de a província do Uíge estar localizada numa região em que se realizam vários negócios. "O retomar dos voos da TAAG, interrompidos há mais de dez anos, constitui um momento importante para todos aqueles que recorrem a este meio para se deslocar de Luanda à sede da província”, disse.

O presidente do Conselho Executivo da TAAG, Eduardo Fairem, disse que a retoma desta rota se enquadra na estratégia do Conselho de Administração da companhia de apostar no fortalecimento e intensificação das conexões nacionais e internacionais.

Informou que a TAAG passa a ter dois voos semanais para o Uíge, às segundas e sextas-feiras, com duração de 45 minutos. O bilhete de ida custa 9.000 kwanzas.


André Sibi | Uíge              

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia