Regiões

Registados no Huambo 40 casos de afogamento

Adolfo Mundombe/Huambo

Jornalista

O Comando Provincial do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros registou, de Abril a Agosto do corrente ano, 40 casos de afogamento, em rios e cacimbas.

31/08/2022  Última atualização 07H35
Bombeiros têm feito várias campanhas de sensibilização © Fotografia por: DR

As vítimas têm idades entre zero e 80 anos, segundo o porta-voz do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros, Alberto Satota, acrescentando que os casos de afogamento ocorreram, maioritariamente, no município do Huambo, na lagoa do Cuando, na comuna da Calima, na lagoa do bairro Santo António e no rio Cunene. "Muitos cidadãos dirigem-se a lugares balneares, esquecendo-se de usar equipamentos como coletes salva-vidas”.

Os Bombeiros, disse, têm promovido campanhas de sensibilização nas comunidades no sentido de primarem pela prevenção. Fez saber que uma das maiores preocupações tem sido a lagoa e a piscina da estufa-fria, no centro da cidade, onde, na sua maioria, adolescentes insistem em banhos arriscados, mesmo com um destacamento de efectivos da Protecção Civil e Bombeiros.

"Temos estado a alertar e a expulsar as crianças, pois o espaço não é apropriado para banhos'', disse o porta-voz do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros”. Apelou aos pais e encarregados de educação no sentido de reforçarem a atenção às crianças e adolescentes, tendo em conta o início da época balnear. "Além do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros, é importante que cada um reforce o controlo das crianças e evite banhos em zonas inapropriadas, para se evitar mortes por afogamento”.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões