Política

Registados mais de cinco milhões de cidadãos nacionais

Xavier António

Jornalista

Um total de 5.075.139 cidadãos foi registado e identificados, pela primeira vez, 2.635.203 angolanos, desde o início do Programa de Massificação do Registo de Nascimento e Atribuição do Bilhete de Identidade, em Novembro de 2019 até Dezembro de 2021.

29/01/2022  Última atualização 07H10
© Fotografia por: DR
Os dados foram avançados ontem, em Luanda, pelo ministro da Justiça e dos Direitos Humanos, Francisco Queiroz, durante a décima reunião de balanço do Programa de Massificação do Registo de Nascimento, Atribuição do Bilhete de Identidade e do Registo Predial, referente a Agosto, Setembro, Outubro, Novembro e Dezembro de 2021.

Neste período, anunciou, foram efectuados 1.234.124 de registos de nascimento e atribuídos, pela primeira vez, 644.494 Bilhetes de Identidade.

"Segundo os dados estatísticos desde que iniciamos o programa, ainda teríamos a tarefa de registar 4.040. 945 cidadãos e identificar, pela primeira vez, 3.369.188 angolanos até Setembro de 2022”, avançou. Estes dados, acrescentou, são pouco fiáveis, pois, na prática, há já três ou quatro províncias que atingiram quase 200 por cento de pessoas com Bilhetes de Identidade (BI).

Francisco Queiroz disse que a província de Luanda lidera nas entregas do BI, devido ao grande número de habitantes residentes, realçando que, por vezes, faz crer que há atraso de emissão e entrega do documento.

Em 2021, referiu, foram realizadas visitas de campo em diversos postos de brigadas nas 17 províncias do país, menos Cabinda. Para o ministro, estas visitas permitiram aferir o nível de produtividade e dificuldades vividas pelas equipas do programa, bem como indicar os caminhos para as superar.

Segundo o governante, 2021 foi o período de maior implementação do programa na diáspora. Várias equipas deslocaram-se a 16 países para montar 28 postos de identificação, restando a Itália e a Espanha.
 

 


Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política