Cultura

Reflexões do quotidiano em drama “Sem Título”

Manuel Albano

Jornalista

O espectáculo de teatro “Sem Título” abre hoje, às 18h00, no Centro Cultural Brasil Angola, em Luanda, a temporada cultural e artística, deste ano, do projecto Atelier D’Artes Lucengomono.

24/05/2022  Última atualização 10H35
Grupo decidiu fazer uma maior aposta no teatro musical © Fotografia por: DR

O drama é baseado num texto inédito da escritora Maria Eugénia Neto, intitulado "Que dizer-te meu amor”, com excertos também do conto " Quem traiu Mandume”, de Diogo Joaquim Manuel "Barbosinha”, extraído da obra "Contos de Serão”.

A peça é uma narração de reflexões e interrogações do homem sobre a natureza, assim como algumas inquietações sobre a vida, revistas a partir da visão de quem se liberta da negação, por meio do diálogo.

O elenco do espectáculo dramático conta na representação com nomes como Kassandra Pascoal, Almeida José, Tina Bunga, Capoeira Mandara, Melvi Lumbungululo. A dramaturgia, cenografia e direcção da peça está sob a responsabilidade de Francisco Makiesse.

Além dos actores, participam no espectáculo os instrumentistas Adilson André (contrabaixo), Ferreira Ngunza (violino), Max de Jesus (guitarra), Tany Sax (saxofone e flauta), sob a direcção musical de Emanuel Mendes e Max de Jesus.

Durante a temporada cultural e artística, está prevista, ainda, a realização do projecto "Manguxiandu”, em parceria com o Centro Cultural Agostinho Neto, em Catete, do Festival Manguxiandu Catete: Terra das Artes, da Promessa e da Liberdade, o lançamento de uma antologia internacional, o programa Kamosso e o PoesiCultura.

O projecto conta, igualmente, com a realização de programas radiofónicos, nos quais são abordados temas ligados às artes, bem como de concertos de músicas e declamação de poesia.

O Atelier D’Artes Lucengomono é uma instituição focada na formação e produção artística, permitindo o acesso a práticas multidisciplinares, para tornar o estudante mais competente na própria capacidade criativa.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura