Economia

Rede de hipermercados Kero vai ser privatizada

O Estado vai entregar à gestão privada a rede de hipermercado e supermercados Kero, de acordo com um Decreto Presidencial, que autoriza a abertura de um concurso público para a gestão privada dos empreendimentos agora detidos pelo Estado em 90 por cento do capital.

16/06/2021  Última atualização 06H55
© Fotografia por: DR
Segundo o Decreto, citado pela Rádio Nacional de Angola, está, de igual modo, prevista a cessação do direito de gestão da rede Kero, delegando-se a mesma de forma provisória aos Ministério das Finanças e o da Indústria e Comércio.
O especialista em regulamentação de leis, Miguel Vieira dá nota positiva à medida adoptada pelo Presidente da República,  mas  mostrou-se preocupado com o modelo de gestão a adoptar.

"Sou a favor da terciarização da gestão. Acredito que os gestores públicos não tiveram o apoio necessário para levar adiante a gestão da entidade. A mim, o que me preocupa é sempre uma parceria, o objecto ou modelo da parceria. Essas parcerias são extremamente complexas, num mercado tão restritivo como o das grandes superfícies comerciais em que não há mais de seis players com experiência necessária. Até podemos ter gente com muito capital, mas sente-se que o capital por si só não é uma vantagem agregada.


No nosso caso, temos poucas empresas com experiência e a preocupação é se no caso a entidade que ficar com a gestão da rede Kero não representará um problema de concentração abusiva, de posição dominante, e etc, etc. Todavia, reitero, é uma medida muito boa”, disse.

Miguel Vieira defende ainda a realização de um concurso público transparente para conferir lisura ao processo.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia