Sociedade

Rede de burladores de bancos foi desmantelada no Uíge

Nove indivíduos integrantes de uma rede de burladores de bancos que, supostamente, desfalcaram o Estado cerca de 37. 000,000,00 de kwanzas, através de operações bancárias ilegais, com recurso a multicaixas, na província do Uíge, foram detidos, no dia 21 deste mês, pela Polícia Nacional e o Serviço de Investigação Criminal, e apresentados na sexta-feira.

25/07/2020  Última atualização 20H18
DR © Fotografia por: Vista da cidade do Uíge, onde a Polícia Nacional prendeu vários grupos de malfeitores

O chefe do Gabinete de Comunicação e Institucional e Imprensa do Comando Provincial da Polícia Nacional no Uíge,sub-oficial Xavier Matondo Dala, disse que os presumíveis meliantes retiravam, gradualmente, valores monetários em diferentes contas domiciliados em várias dependências bancárias. Com os autores, foram também apresentados 10 cartões multicaixas de diferentes bancos e uma viatura adquirida com parte do dinheiro roubado ao Estado.

Os nove supostos criminosos constam de um conjunto de 230 indivíduos, com idades entre os 16 e 31 anos, detidos no dia 22 de Julho último. Os mesmos foram indiciados nas práticas de crimes diversos, sobretudo homicídios voluntários praticados com recurso a arma de fogo, assim como associação criminosa.

Xavier Matondo Dala explicou que um dos grupos, composto por cinco indivíduos, até altura em que foram surpreendidos, já haviam retirado 20.000.000,00 kwanzas, enquanto um outro, que actuava de forma isolada, conseguiu 7.000.000,00. Outros dois indivíduos desfalcaram o Estado 10.000.000,00 de kwanzas, e parte deste montante serviu para a compra de uma viatura de marca Hyundai Tucson que foi, igualmente, apresentado pelas autoridades policiais.

O Jornal de Angola apurou que alguns dos presumíveis autores trabalham em várias dependência bancárias da província do Uíge. Com as detenções destes, que resultou da operações específicas e de mandatos da PGR, o sub-oficial, Xavier Matondo Dala disse terem esclarecido muitos dos crimes que, até então, os seus autores encontravam-se foragidos.

Lembrou que na mesma operação, foram também detidos um cidadão de 31 anos, envolvido num crime de homicídio voluntário, em 2019, além de um outro de 21 anos que, em Março último, terá participado num crime de homicídio frustrado, com arma de fogo de tipo AKM. A acção operativa das forças policiais permitiu, ainda, a detenção preventiva de 21 indivíduos, membros de um gang, que realizavam várias investidas criminosas em bairros da cidade do Uíge.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade