Economia

Recuperação deve atrair os jornalistas

Os profissionais do jornalismo devem valorizar os conteúdos noticiosos que dão sinais claros de restauração da confiança na economia angolana no contexto de crise, afirmou ontem, em Luanda, o director nacional de Comunicação Institucional do Ministério da Comunicação Social.

21/09/2019  Última atualização 07H08
Dr

Eduardo Magalhães lembrou, no acto de encerramento do seminário de actualização para jornalistas económicos, que o país registou avanços no domínio da consolidação fiscal, com apresentação, em 2018, pela primeira vez em três anos, de um saldo orçamental positivo, a diminuição das taxas de inflação e na gradual normalização do mercado cambial.

Na sua opinião, as estatísticas demonstram de forma clara que existem condições para a promoção da competitividade das empresas e um aumento da produção nacional. “Os factos noticiosos, as reportagens, os artigos de opinião e outros géneros jornalísticos, devem valorizar e reforçar a confiança nas instituições e nos negócios”, disse, acrescentando ser um elemento fundamental para o funcionamento das economias e das sociedades modernas.
O formador e professor da Universidade de Barcelona, Espanha, Mário Galindo, que orientou o seminário, considerou importante compreender os novos fenómenos pelos quais Angola está a passar e alinhá-los às perspectivas de outros países que saíram da crise. “Esta fase menos boa para Angola deve ser considerada como uma oportunidade de mudar a forma de pensar, uma vez que as condições estão restringidas”, afirmou.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia