Sociedade

Recomendado o resgate de valores morais e cívicos

Víctor Pedro|Sumbe

A 23ª Sessão do Conselho Provincial do Cuanza-Sul da Família, realizada na cidade do Sumbe, recomendou a adopção de mecanismos tendentes ao resgate de valores, hábitos e bons costumes, com vista à busca de premissas que garantam às famílias a convivência harmoniosa e sadia.

17/05/2022  Última atualização 09H40
© Fotografia por: DR

Para os participantes ao evento, que marcou a jornada alusiva ao Dia Internacional da Família, assinalado domingo, no passado os pais e filhos sentavam-se à volta da mesma mesa durante a refeição, um hábito que pode ajudar a combater os desvios comportamentais, que muitos jovens apresentam hoje.

A recomendação baseou-se no cenário actual da sociedade, caracterizado pela prática de actos indecorosos, bem como de práticas atentatórias ao bem-estar das famílias e da sociedade.

O Conselho Provincial da Família debruçou-se sobre o consumo exagerado de bebidas alcoólicas e de drogas, cujas consequências incidem no aumento da sinistralidade rodoviária, violência doméstica, fuga à paternidade, vandalização de bens públicos, estímulo de práticas de feitiçaria, assaltos à mão armada, mau uso das redes sociais, abusos sexuais contra menores, entre outros fenómenos.

Para inverter o quadro, os membros do Conselho Provincial da Família defenderam o reforço das medidas preventivas, que devem passar pela denúncia por parte da população, criando uma relação intrínseca com os órgãos ligados à segurança pública e investigação criminal, além de serem criadas sinergias com instituições religiosas, autoridades tradicionais, escolas, núcleos de pais e encarregado de educação, bem como comissões de moradores a nível dos municípios, comunas e bairros.

Durante a 23ª sessão do Conselho Provincial da Família, que decorreu sob o lema ”Famílias unidas pela estabilidade e coesão social”, os participantes concluíram que a solução dos males apontados deve também passar pelo diálogo permanente.

A directora provincial da Acção Social, Anastácia Solano António, que orientou os trabalhos, lembrou, na ocasião, que a família é o núcleo fundamental que desempenha um papel importante na formação e desenvolvimento do indivíduo.

Anastácia Solano António disse que o Executivo tem estado a implementar vários programas e projectos sociais que visam melhorar as condições de vida das famílias na província, nomeadamente o Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM), Programa de Desenvolvimento Local e Combate à Fome e Pobreza, Programa de Transferência Sociais Monetárias (Kwenda), Agrijovem e outros ligados à exposição e comercialização de produtos, como a Fepromefa e Expo-jovem.

Destacou o Plano Integrado de Intervenção nos Municípios e o Kwenda, cujos resultados estão a devolver esperança no seio das famílias que viviam em situação de vulnerabilidade, bem como a construção de escolas, hospitais, centros e postos de saúde, manutenção e conservação de estradas, pontes, sistemas de fornecimento de energia eléctrica, de abastecimento de água, requalificação de vilas e bairros, entre outros.

Quanto aos resultados do Programa de Combate à Fome e à Pobreza, a directora da Acção Social, Família e Igualdade do Género destacou o reinício da merenda escolar no interior da província, facto que está a permitir melhorar o aproveitamento escolar nas localidades, bem como a capacitação de mais 800 mulheres em corte e costura, cabeleireiro, manicure, pastelaria e culinária.

Outro ganho, segundo Anastácia António, prende-se com a constituição de cooperativas agrícolas para antigos combatentes e veteranos da pátria, ligadas à produção agrícola, aquicultura e pecuária, e outros projectos como o Agrijovem, a Fepromefa e Expo-jovem.

Os participantes à 23ª sessão do Conselho Provincial da Família discutiram temas ligados à responsabilidade paternal e parental, dimensão espiritual da família, crença na prática do feiticismo, o papel da família e casamentos tradicionais.

Testemunharam o encontro representantes de vários organismos afectos ao Conselho Provincial da Família, membros do Governo, autoridades tradicionais, entidades religiosas e convidados.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade