Opinião

Recadastramento de pensionistas

Tomei conhecimento de que o Governo vai voltar a cadastrar, de forma presencial, pensionistas que vêm recebendo dinheiros do Estado na qualidade de antigos combatentes e veteranos da Pátria. Penso que se trata de uma medida acertada, para que os falsos antigos combatentes e veteranos da Pátria não estejam a beneficiar mais de forma indevida de dinheiros do Estado.

29/07/2019  Última atualização 08H16

É pena que só agora é que se procede a este recadastramento, depois de o Estado ter gastado muito dinheiro com falsos antigos combatentes e veteranos da Pátria, quando até existem verdadeiros antigos combatentes e veteranos da Pátria que nada recebem. mas, como diz o ditado, mais vale tarde do que nunca. Espero que o recadastramento venha a resultar em melhoria das condições de vida daqueles que realmente lutaram pela independência e e que a defenderam Amélia Afonso | Viana


Recolha de lixo
Penso que a recolha de lixo pelos serviços competentes não se devia limitar à remoção de contentores abarrotados de resíduos sólidos, situados em vias asfaltadas. Sou da opinião de que devia haver também limpeza no interior dos bairros suburbanos, até porque em muitos casos os contentores podem não ser suficientes para servir de depósito da grande quantidade de lixo que se produz em várias zonas da capital.
Os cidadãos podem e devem ajudar em campanhas de limpeza, mas o esforço maior tem de ser feito pelo Estado. O Estado tem a obrigação de velar pela qualidade de vida das pessoas. É preciso que se comece a olhar para a vida das pessoas.
Há bairros de Luanda com muito lixo acumulado e com águas putrefactas. Há casos de pessoas que abandonaram as suas casas, por si construídas com muito dinheiro, porque tinham de fugir do lixo.
Gervásio Pinto | Cazenga


Turismo e conhecimento
Fala-se hoje frequentemente da promoção do turismo. Acho correcto que haja preocupação em se promover o turismo, que pode revitalizar vários serviços que podem gerar empregos para muitos jovens. Entretanto importante que as empresas de promoção de turismo que não se esqueçam de recrutar cidadãos com conhecimentos em áreas como a Antropologia, a História, a Sociologia, para que possam servir para dotar turistas, angolanos e estrangeiros, de conhecimentos sobre a nossa realidade em várias vertentes.
Se um turista, angolano ou estrangeiro, for a Mbanza Congo, cidade que é hoje património da humanidade, alguém deve estar lá para dar explicações sobre o Reino do Congo. Penso que se deve prestar atenção à formação de antropólogos, sociólogos e historiadores, e aproveitar-se os que já existem no país.
Afonso Lando | Palanca


Merenda com comida saudável
Soube que há províncias que estão a distribuir merenda escolar em escolas públicas. Que as administrações municipais contactem nutricionistas para darem pareceres sobre o que mais convém dar de comer às crianças das escolas primárias. Queremos todos que as nossas crianças cresçam saudáveis.
Tenho me apercebido de que há no país nutricionistas com conhecimento suficiente para ajudar na confecção de alimentos saudáveis para as nossas crianças.
Isabel Figueiredo | Corimba

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Opinião