Sociedade

Reabilitado centro de saúde da aldeia do Loge Pequeno

Fernando Neto | Nzeto

Jornalista

Habitantes da aldeia do Loge Pequeno (Musserra), no município do Nzeto, província do Zaire, passam a beneficiar de melhores serviços médicos e medicamentosos, com a reinauguração, sexta-feira, de um centro de saúde, com nove camas, pelo governador provincial, Adriano Mendes de Carvalho.

20/11/2022  Última atualização 11H36
© Fotografia por: Arquivo

As obras de reabilitação e apetrechamento do centro de saúde da aldeia do Loge Pequeno, localizada a 27 quilómetros da sede comunal da Musserra, custaram aos cofres do Estado 95 milhões de kwanzas, no âmbito do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM).

 "Já temos o centro de saúde, precisamos cuidá-lo bem. Quanto à preocupação da estrada, é preciso aguardar, porque temos que resolver primeiro a situação do acesso às comunas do Kindege e da Kibala Norte, onde os produtos do campo se estragam todos os dias”, disse o governador Adriano Mendes de Carvalho.

Segundo o director municipal da Saúde, Pedro José Lukissa, a rede sanitária é composta por 17 unidades, das quais dois hospitais, oito centros de saúde e sete postos médicos. 

Acrescentou que a malária e os acidentes de viação são os casos mais frequentes nas unidades sanitárias, assistidas por 15 médicos, dos quais cinco cubanos, e 246 enfermeiros.

"A malária constitui a enfermidade que mais afecta a população da região e mais mortes causa, com uma média de 900 casos por trimestre. A seguir estão os acidentes rodoviários ao longo da Estrada Nacional 100, por esta razão apelamos ao cumprimento rigoroso das regras de condução e, sobretudo, evitar conduzir sob efeito de bebidas alcoólicas, tendo em conta que chegamos a registar três a cinco acidentes mortais por mês”, disse.


 

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade