Regiões

Reaberto prémio de jornalismo no Zaire

Kayila Silvina | Mbanza Kongo

Jornalista

O governo do Zaire decidiu reabrir, nove anos depois, o Prémio Provincial de Jornalismo, com vista a distinguir e homenagear os melhores e mais destacados profissionais da região, anunciou, ontem, em Mbanza Kongo, o director do Gabinete local da Comunicação Social.

16/06/2022  Última atualização 06H20
Media volta a ser premiada © Fotografia por: Garcia Mayatoko | Edições Novembro

Ernesto Lencastre avançou que a cerimónia de premiação está prevista para 8 de Julho, esperando-se que o prémio, que tinha sido suspenso na sua terceira edição, por motivos relacionados com a crise económica e financeira, re-tome definitivamente.

O responsável avançou que, para este ano, a cerimónia vai decorrer sob o lema "Mais acesso à informação, mais participação do cidadão, melhor governação”.

Ernesto Lencastre salientou que a quarta edição, a ter lugar em Mbanza Kongo, vai estar enquadrada nos festejos do quinto aniversário da elevação dessa cidade à Património Mundial da Humanidade.

"Vão ser premiados os melhores trabalhos publicados no período entre Junho de 2021 e Junho de 2022, por jornalistas dos órgãos de comunicação social sediados na região, nas categorias de imprensa, televisão, rádio e fotojornalismo.

 

Corpo de júri

Para já, a comissão e o corpo de júri estão já constituídos e foram apresentados, na terça-feira. "O que esperamos é que possamos cumprir com uma tradição de honrar os esforços de todos os que participam, através da informação, no processo de desenvolvimento da província”, disse.

O prémio geral está avaliado em 2.500.000 kwanzas, a ser repartido para quatro categorias, sendo 500 mil para cada categoria, ao passo que o organizador reserva 100 mil kwanzas para cada menção honrosa. As candidaturas devem ser entregues até 26 deste mês.

Ernesto Lencastre avançou que o Governo pretende continuar a prestar mais atenção aos jornalistas, principalmente, na formação, para além de assegurar a melhoria da qualidade dos serviços públicos de comunicação, promovendo a sua modernização tecnológica, no sentido de garantir mais acesso à informação.

No capítulo do pleito eleitoral, salientou que a imprensa é chamada, mais uma vez, a prestar um papel exemplar, respeitando os padrões da ética e deontologia profissional.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões