Mundo

RDC quer discutir com Blinken actual estado de tensão com o Ruanda

JA Online

O Presidente da República Democrática do Congo (RDC) pretende discutir as tensões entre o seu país e o Ruanda durante a visita, na terça-feira, a Kinshasa do secretário de Estado norte-americano, anunciou hoje a Presidência.

08/08/2022  Última atualização 20H43
© Fotografia por: DR | ARQUIVO

A RDC e o Ruanda atravessam de novo um período tenso, com Kinshasa a acusar Kigali de apoiar os rebeldes do Movimento 23 de Março (M23), o que as autoridades ruandesas reiteradamente negam.

Depois da África do Sul, primeira etapa da sua deslocação ao continente africano, iniciada no domingo, o chefe da diplomacia norte-americana, Antony Blinken, visita os dois países esta semana, seguindo-se o Ruanda à RDCongo.

Na terça-feira, Blinken "será recebido no início da noite" pelo Presidente Félix Tshisekedi, que "não deixará de levantar questões de parceria estratégica entre a RDCongo e os EUA", destaca a Presidência em comunicado de imprensa divulgado em Kinshasa.

"O último relatório de especialistas da ONU sobre a invasão de tropas ruandesas convertidas em M23 não deixará de ser discutido", acrescenta a Presidência da RDC citada Lusa.

O Movimento 23 de Março (M23) é uma antiga rebelião dominada pelos tutsis derrotada em 2013, que voltou a pegar em armas no final do ano passado, acusando Kinshasa de não ter respeitado os acordos de desmobilização e reintegração dos seus combatentes.

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo