Cultura

Puto Português e Dom Caetano partilham palco em espectáculo

Manuel Albano

Jornalista

O novo tema “Me Abraça” de autoria do cantor Puto Português, que é colocado no mercado discográfico no dia 5 de Setembro, foi a grande novidade apresentada no espectáculo “Caldo dos Kotas”, realizado no domingo, no espaço cultural “2 Amores”, no Zango I, no município de Viana, em Luanda.

02/08/2022  Última atualização 21H45
Puto Português actuou no domingo no “Caldo dos Kotas” © Fotografia por: João Gomes| Edições Novembro

Durante o espectáculo de aproximadamente uma hora e meia, o músico fez uma incursão pela sua trajectória artística e interpretou tema novos e antigos com destaque para "Fala”, "Meu Semba”, "Oceano Atlântico”, "Gisa”, "Kina”, "Amigo”, "Mesma Moeda”, "Zebede” e "Deusa Grega”. Interpretou ainda canções como "Monami”, "Fala Só”, "Dessa Vez”, "Paciência” e "Te Ver Feliz”.

Enquanto cantava e interagia com o público, fez uma homenagem ao falecido músico David Zé, ao interpretar uma versão do tema "Kalunga Nguma”. Embora o espaço ter sido adaptado para a ocasião, o público aplaudiu vivamente a iniciativa de Puto Português, que teve como convidado especial o cantor Dom Caetano, que interpretou os temas "Adeus a Hora da Largada”, "Wejia ki Usokana” e " Vizinho”.

Um dos momentos de realce foi quando o músico recordou o início da carreira.

Há 14 anos, começou por construir o seu lugar no kuduro, no qual se destacou com o seu parceiro Nacobeta, falecido em 2017, vítima de doença.

O artista fez uma selecção de kuduros antigos e novos, muito bem acompanhado instrumentalmente pela sua banda. No final do espectáculo, o músico disse ao Jornal de Angola, que partilhar o palco com o músico Dom Caetano é uma honra por ter o seu nome gravado com letras de ouro na história da Música Popular Angolana. Por sua vez, Dom Caetano fez elogios ao percurso da carreira de Puto Português, que tem seguido um caminho promissor. 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura