Mundo

Putin avisa para perigo de afluxo de jihadistas

O presidente russo, Vladimir Putin, alertou hoje para os perigos de um afluxo para o Afeganistão de “jihadistas” experimentados vindos da Síria e do Iraque, admitindo temer uma desestabilização dos países aliados de Moscovo na Ásia Central.

13/10/2021  Última atualização 21H37
© Fotografia por: DR

"Vários grupos terroristas estão activos nesse país (Afeganistão). São combatentes experimentados vindos do Iraque e da Síria que estão a deslocar-se para lá", afirmou Putin.

O grupo "jihadista” Estado Islâmico de Khorasan (IS-K), a organização armada mais radical no Afeganistão, está empenhado numa série de ataques numa campanha para desestabilizar o novo regime dos talibãs.

"É possível que os terroristas tentem desestabilizar os países vizinhos [...] até que empreendam uma expansão directa" nesses países, acrescentou o Presidente russo durante uma intervenção por videoconferência com os chefes dos serviços de segurança da Comunidade de Estados Independentes (CEI), que congrega as nações da ex-URSS.

"É importante monitorar constantemente a situação nas fronteiras afegãs", 

As declarações de Putin, escreve a agência de notícias France-Presse (AFP), reflectem a preocupação da Rússia com a incerteza que se vive no Afeganistão desde que os talibãs regressaram ao poder após a retirada das tropas norte-americanas. 


Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo