Economia

Purifiltro quer juntar-se às acções do Executivo no combate à seca no sul de Angola

Yara Simão

Jornalista

A empresa angolana Purifiltro quer firmar uma parceria com o Executivo através da recuperação de Estação de Tratamento de Água (ETA), para combater o fenómeno da seca no Sul de do país, anunciou o director-geral da empresa, Jaime Soares.

12/07/2021  Última atualização 01H02
© Fotografia por: DR

Em declarações ao Jornal de Angola, o responsável a Purifiltro tem capacidade para recuperar as ETA inoperantes e furos de água, através da definição de sistemas de engenharias que se enquadra em cada situação.

 "As soluções disponibilizadas são normalmente customizadas para cada caso, utilizando as mais recentes tecnologias ao nível de equipamentos e membranas, desde unidades de osmose inversa, ultra filtração, sistemas de potabilização de água, equipamentos para dessalinização da água do mar ou reutilização de águas processuais”, explicou.

Recuperações de furos

Jaime Soares destacou a recuperação de 135 furos nas províncias de Luanda a Benguela, sem que o Governo volte a perfurar novos furos. "Estou ciente que trabalhos dessa natureza não são abrangidos por financiamentos do Estado, mas por intermédio da contratação pública podemos ajudar encontrar soluções para combater a seca nas regiões afectadas”, disse.

Com o surgimento da Covid-19, referiu, a Purifiltro destacou-se com a apresentação de um novo produto no mercado, o túnel de desinfestação que tem tido muitas solicitações não só em Angola mas também República Democrática do Congo.

Sublinhou igualmente que a empresa assegura a manutenção preventiva e correctiva de todos os projectos que implementados PURIFILTRO efectua a sua manutenção, de modo a garantir ao aumento do tempo útil dos equipamentos.

De acordo com o director-geral, a empresa detém da 34% da quota do mercado, cujos clientes são na sua maioria do sector petrolífero em 14 províncias, com destaque para Luanda, Zaire (Soyo) e Cabinda.

"No sector de exploração mineira temos 52% das empresas com realce para as províncias da Lunda-Norte e Luanda. Em relação à indústria transformadora garantimos a água para 86 % de fábricas de electrodomésticos, bebidas alcoólicas e outras”, concluiu Jaime Soares.

 

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia