Política

PRS quer processo justo e transparente

O secretário-geral do Partido da Renovação Social (PRS), Rui Malopa Miguel, apelou quarta-feira(22) a todas as instituições envolvidas no processo de maior transparência e justiça nestas eleições que se realizam a 24 de Agosto.

23/06/2022  Última atualização 08H35
Partido da Renovação Social cumpre uma das © Fotografia por: João Gomes | Edições Novembro

O político falava aos jornalistas momentos depois da sua formação política entregar a candidatura ao Tribunal Constitucional. Rui Malopa Miguel disse que o partido está confiante na vitória e espera que as eleições sejam justas e transparentes. "Entendemos que a nossa candidatura, as nossas assinaturas sejam apuradas”, disse. 

O PRS apresentou, ontem, 130 candidatos efectivos a deputado e 35 suplentes, para o ciclo nacional, ao passo que para o ciclo provincial foram apresentados 90 candidatos efectivos e igual número de suplentes. O líder do partido Benedito Daniel é o cabeça-de-lista e candidato a Presidente da República e o secretário-geral do PRS, Rui Malopa Miguel, é o segundo da lista e candidato a Vice-Presidente da República.

A cerimónia contou com a presença de militantes, quadros e altos dirigentes do PRS, com destaque para os secretários provinciais de Luanda, Lunda-Norte e Moxico. As pastas dos processos dos candidatos foram transportadas em seis malas.Foi visível a emoção dos militantes, ao ritmo da dança txianda.

Rui Malopa Miguel garantiu que o partido vai realizar a campanha eleitoral em todo o território nacional, como tem sido noutras eleições e que passará a mensagem do  programa, baseado na tradicional política de implantação do sistema federal em Angola.

O político deixou claro que a realização da política social nos domínios da Saúde, Educação e Ambiente vai ser a linha de força do manifesto eleitoral. Caso o PRS vença as eleições gerais, frisou, vai ser implementado em Angola o sistema politico de federalismo para assegurar a independência e a autonomia de vários espaços territoriais do país e instituições de soberania.

Queixou-se de haver intolerância política em Luanda e que as bandeiras da sua formação política têm sido removidas no Largo 1º de Maio, por pessoas desconhecidas. O PRS é um partido fundado por Eduardo Cuangana e participou nas eleições de 1992, 2008, 2012 e 2017.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política