Regiões

Província do Namibe sem novos casos da Covid-19 há mais de dois meses

João Upale | Moçâmedes

Jornalista

A província do Namibe não regista novos casos da Covid-19 , há mais de dois meses , sendo a situação epidemiológica considerada estável, confirmou o porta voz da comissão multissectorial de combate à doença, igualmente, director do Gabinete Provincial da Saúde, Coríntios Miguel .

17/12/2021  Última atualização 08H45
© Fotografia por: DR
O responsável admite que a província apresenta este quadro, em função de um ardo trabalho que tem sido levado a cabo pela   comissão multissectorial da província,  com sucessivas  campanhas de sensibilizações e palestras nas comunidades, e que  contou com o apoio das igrejas locais neste processo, que desde o surgimento do primeiro caso registado na província, têm mostrado disponibilidade em colaborar com a Direcção Provincial da Saúde no combate ao vírus.

Informou que mais de 60 por cento da população nómada das zonas de difícil acesso,  já está a ser administrada as primeiras doses, e em alguns casos são vacinadas com  a dose única de Johnson & Johnson. De acordo com  os estudos feitos pelas autoridades sanitárias, dada a complexidade de residência não fixa, sobretudo das populações baseadas no interior dos municípios do Virei, da Bibala e na comuna do Iona (Tômbwa).

   "Os esforços continuam, não atingimos ainda todas as zonas de difícil acesso, mas de acordo com o mapeamento feito dessas localidades, 60 por cento da população da província do Namibe, já se beneficiou da vacina”, confirmou.    

   Por outro lado, o supervisor provincial do Programa Alargado de Vacinação (PAV), Tadeu Dumbo, anunciou que a partir de Janeiro do próximo ano, as autoridades sanitárias na província começam com a vacinação de menores com idades compreendidas entre os 14 e os 18 anos. Referiu que sendo o processo de vacinação bastante complexo, daí os vários países terem estado a a adoptar medidas em função daquilo que é o quadro epidemiológico de cada região.
   Frisou que pela mobilidade dessa franja de adolescentes podem então correr risco de poder contrair a infecção, "até porque também há registo, já se verificou isto mesmo dos estudos que foram feito que, muitos estudantes nessas idades, em alguns testes aleatórios feitos em certas províncias, tiveram o desfecho positivo da Covid-19,” disse, para quem há necessidade de se olhar também para essa faixa etária, no sentido de continuar a administrar a vacina a esse grupo e "termos essa população imunizada”.
Surto de sarampo

O director do Gabinete Provincial da Saúde, Coríntios Miguel, revelou que foram identificados e confirmados cinco casos positivos do surto de sarampo na comuna da Lucira, município de Moçâmedes, a partir do Instituto Nacional de Investigação & Saúde.

   Apelou a todas as comunidades do Namibe, em geral, com bebês de nove meses, para acorrerem aos postos e centros de saúde para tomar a sua vacina contra o sarampo. "E a partir de segunda-feira, provavelmente, vamos trabalhar num microplano, vamos fazer uma campanha de vacinação de reforço em todos os cinco municípios que compõem a província”, alertou. A mesma campanha tem abrangência de crianças dos nove meses aos 5 anos, para fazer o bloqueio do surto, por apresentar um nível de transmissibilidade acelerado.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões