Regiões

Projectos de desminagem atingem mais de 13 milhões de dólares

Marcelo Manuel | Ndalatando

Jornalista

Um total de 13 milhões e 700 mil dólares foi gasto pelo governo Japonês, desde 1999 até ao presente ano, em projectos comunitários de acções contra minas em Angola.

08/06/2022  Última atualização 23H21
© Fotografia por: NILO MATEUS | EDIÇÕES NOVEMBRO | CUANZA-NORTE

O facto foi revelado nesta quarta-feira, na comuna de São Pedro da Kilemba, município de Cambambe, província do Cuanza-Norte, pelo encarregado de negócios da embaixada do Japão em Angola, Takahashi Yusuke,  durante a cerimónia de conclusão do primeiro projecto de desminagem, financiado pelo governo Nipónico, na província do Cuanza Norte.                                              

Na ocasião, o responsável frisou que o seu governo valoriza a  cooperação com o Executivo Angolano, tendo destacado particular atenção à segurança humana dos cidadãos nacionais.                              

Considera o processo de desminagem, em curso no país, como prioridade de   extrema importância para  o desenvolvimento sustentável e diversificação da economia do país.

Sublinhou que a meta do Governo de Angola é ter o território Nacional livre de minas até 2025, tendo ressaltado a continuidade de cooperação entre os dois estados, para a concretização de tal desiderato, com o objectivo de  proporcionar mais segurança física e alimentar, assim como o aumento da produção agrícola a nível das comunidades,

Fez saber que o país do "Sol nascente" apoia de forma variada,   projectos locais em Angola, tais como o Programa de Assistência a Projectos Comunitários (APC) desde 1989 e também o de Assistência a Projectos de ONGs Japonesas.                                           

 

 

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões