Cultura

Profissão docente analisada na perspectiva sociológica

Manuel Albano |

Jornalista

O livro “Exercício da Profissão Docente: Imagens, Representações e Desafios” chega ao mercado sob a chancela da editora e distribuidora “Soletrar”, e será apresentado na próxima sexta-feira, 8 de Julho, no anfiteatro do Instituto Superior Politécnico Tocoísta, em Luanda.

03/07/2022  Última atualização 08H00
Docente e sociólogo Zeca Branco Dias © Fotografia por: DR

Elaborado sob um enfoque teórico-metodológico construtivista, a pesquisa da qual resulta o livro elege como principal objectivo analisar o desempenho dos professores, suas expectativas e atitudes face a essa nobre profissão. Na qualidade de colega e amigo, Orlando Almeida dos Santos, sociólogo e prefaciador do livro, testemunhou e partilhou, desde os tempos da graduação em Ciências da Educação e Sociologia, as preocupações e interesses académico com Zeca Branco Dias.  Daí que julgue  não ter sido por acaso que a escolha do autor do livro, para sua primeira empreitada em investigação, tenha recaído para a análise sociológica em torno da profissão docente.

Sociólogo com sólida formação em Ciências da Educação e Pedagogia do Ensino Superior, Zeca Branco Dias, segundo o prefaciador, "nos apresenta uma reflexão sociológica acerca de uma das profissões que (...) descortinam uma das facetas da realidade social angolana ainda muito pouco problematizada na perspectiva das ciências sociais, da sociologia em particular”. É nesse sentido que Orlando dos Santos considera que este trabalho, numa primeira instância, fornece importantes subsídios de reflexão para uma outra e melhor compreensão da realidade social, mediante os subsídios teóricos da dramaturgia social, cujo postulado basilar assenta na análise das interacções quotidianas, fazendo uso da metáfora teatral para designar as situações sociais como um palco onde diferentes actores sociais desempenham múltiplos papéis.

Para Orlando dos Santos, o sociólogo Zeca Branco Dias, no seu primeiro livro, discorre sobre os múltiplos papéis sociais desempenhados pelos professores: o líder, o fazedor de "justiça”, o cidadão-modelo, o instrutor e distribuidor de conhecimento. Assim, partindo do princípio de que o processo de ensino-aprendizagem é uma actividade relacional que envolve o desempenho de papéis sociais e, simultaneamente, expectativas em relação a estes, a análise acerca do exercício da profissão docente nos é apresentada sob dupla perspectiva: o olhar dos professores sobre si mesmos e o olhar dos estudantes acerca do desempenho dos docentes.

Segundo o prefaciador do livro, é no olhar dos estudantes acerca do desempenho dos docentes que reside o principal mérito da obra de Zeca Branco Dias, na medida em que a análise "privilegia as narrativas dos próprios actores sociais que vivenciam, no quotidiano, quer com entusiasmo quer com angústias, a realidade social do processo de ensino e aprendizagem em Angola”.

Quem é Zeca Branco Dias?

Zeca Branco Dias é formado em Política e Administração Educacional pelo Instituto de Educação da Universidade de Lisboa. É Mestre em Ciências da Educação, na especialização Pedagogia do Ensino Superior pelo Instituto Superior de Ciências de Educação de Luanda (ISCED) em colaboração com a Universidade de Lisboa. Licenciado em Ensino de Sociologia pelo Instituto Superior de Ciências da Educação de Luanda. Tem o curso de Educadores Sociais pelo Instituto de Ciências Religiosas de Angola. Actualmente é docente de Metodologia de Investigação Científica e Metodologia de Investigação Sociológica e Sociologia do Direito no Instituto Superior Politécnico Tocoísta. Docente colaborador da Universidade Jean-Piaget de Angola (UNIPIAGET), onde lecciona a disciplina de Métodos e Técnicas de Investigação. Foi professor e coordenador da disciplina de Sociologia do Centro Pré-Universitário do Instituto Bíblico de Angola.

Entre 2005-2009, foi professor de Pedagogia e Sociologia da Educação e Administração Escolar no Núcleo de Formação de Professores do Instituto Politécnico Kimamuenho, no Município de Icolo e Bengo. Foi igualmente coordenador e professor das seguintes disciplinas na Escola Nacional de Música entre 2005 e 2010: Formação de Atitudes Integradoras, Análise Sociológica da Educação e Administração Escolar e Metodologia de Ensino e Prática Docente. Entre 2010-2014, foi sub-director administrativo interino da Escola Nacional de Dança do Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura