Economia

Produção de cereais atinge 75 por cento das metas

De 2018 ao primeiro semestre do ano em curso, a produção de cereais situou-se em 2,957 milhões de toneladas, o que representa 75,6 por cento da meta do quinquénio estabelecida no PDN 2018-2022.

10/09/2021  Última atualização 08H45
Produção de tubérculos é destacada por estar próxima das metas definidas para o quinquénio © Fotografia por: DR
Esses números estão insertos no Relatório de Balanço da Execução do Plano de Desenvolvimento Nacional (PDN) 2018-2022, um documento aprovado pelo Governo a 30 de Agosto, dando conta de uma execução global do programa em 58 por cento, do qual foram divulgados números pelo Ministério da Economia e Planeamento (MEP), ontem, no briefing bissemanal com a imprensa.

De acordo com o documento, essa evolução está subjacente ao Programa de Fomento da Produção Agrícola, um dos seis eixos do PDN 2018-2022 e um domínio em que também se insere a produção de raízes e tubérculos, nesse período situada numa média de 11,254,7 milhões de toneladas ou em 76,6 por cento da meta programada para o quinquénio. 

O documento revela dados da componente do plano consagrada às Infra-estruturas Necessárias ao Desenvolvimento, destacando que a taxa de cobertura de água nas áreas urbanas ascendeu 72 por cento, correspondendo a um grau de execução de 97,83 por cento da meta estabelecida no Plano.

A produção de Água potável nas sedes provinciais e municipais fixou-se em 1,316 milhões de metros cúbicos por dia, ou a 94 por cento da meta. 

Num terceiro eixo, o do Desenvolvimento Harmonioso do Território, aponta-se para a alfaltagem de 1 315,70 quilómetros de estradas da rede primária, ou 56,96 por cento do planeado.

As acções no domínio das estradas da rede secundária incidiram sobre 221 quilómetros, uma execução de 64,2 por cento quando comparado com a meta para o quinquénio estabelecida no PDN 2018-2022 inicial de 344 quilómetros.

O relatório assinala a evolução do eixo de Desenvolvimento Humano e Bem-estar, onde as acções desenvolvidas no âmbito do Programa Integrado de Desenvolvimento Local e Combate à Pobreza (PIDLCP), resultaram na integração de 34 527 cidadãos em actividades geradoras de rendimento, 98,6 por cento do número programado para o ano,  de 35 016.

Um total de 71 719 famílias foram cadastradas para beneficiar de transferências monetárias directas do Programa Kwenda, elevando a 413 793 o número de famílias beneficiárias desde o início da implementação do programa, em 2020. 

O documento analisa, ainda, a evolução de eixos do PDN relacionados com a Consolidação da Paz, Reforço do Estado Democrático e de Direito, Boa Governação, Reforma do Estado e Descentralização, destacando acções observadas no domínio da pluraridade e isenção da Comunicação Social, após ao que asinala, também, a evolução do eixo da Garantia da Estabilidade e Integridade Territorial de Angola e Reforço do seu Papel no Contexto Internacional e Regional.

O Plano está estruturado em seis eixos, que derivam em 23 políticas estratégicas e abarcam 70 programas de acção, com vista à execução de 342 indicadores definidos para mensurar o impacto da aplicação das medidas.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia