Sociedade

Produção de Antibióticos: Pesquisadora angolana ganha prémio internacional

A pesquisadora angolana Teresa Matoso Victor é a vencedora do Prémio Internacional de melhor pesquisa química e desenvolvimento de antibióticos deste ano.

03/08/2022  Última atualização 07H50
© Fotografia por: DR

Formada pela Universidade de Newcastle, a pesquisadora fez um estudo com base no potencial de intensificação do processo de produção de antibióticos, usando crescimento de fase sólida.

Para a investigadora, o prémio tem um significado especial, em especial pelo sentido inovador da pesquisa do antibiótico, ex-posto, pela primeira vez, numa forma sólida.

A especialista em química disse que está a caminho de Nova Deli, na Índia, para a receber a distinção, numa gala realizada pelo Instituto Internacional de Pesquisa.

"O prémio significa muito para mim. É o resultado da tese de doutoramento e dos artigos publicados em jornais internacionais, obtido em duas décadas de trabalho, mas que agora ganha valor graças a um artigo publicado com um grupo de colegas em 2021”, referiu, além de informar que a tese teve como base a produção de antibióticos produzidos por uma bactéria.

O inovador neste projecto, contou, é o facto de contrariar a produção normal de antibiótico, geralmente feita por fermentadores em forma líquida. "Neste trabalho produzimos antibióticos em forma sólida, usando um material micro poroso”, disse.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade