Economia

Prodesi investe 664,8 mil milhões

Ana Paulo

Jornalista

O crédito aprovado pelo Programa de Apoio à Produção, Diversificação das Exportações e Substituição das Imortações (PRODESI) ascende a um valor aproximado de 664,8 mil milhões de kwanzas, resultante de 801 projectos aprovados nos últimos dois anos, conforme os dados avançados, na terça-feira, pelo secretário de Estado para a Economia.

05/08/2021  Última atualização 07H25
As extensas terras aráveis pelo país têm sido aproveitadas para relançamento da produção © Fotografia por: António Soares| Edições Novembro
Mário Caetano João disse que os referidos valores estão distribuídos  em quatro principais instrumentos financeiros, nomeadamente, Aviso 10/20  do Banco Nacional de Angola, linha de crédito do Deutsche Bank, Medidas  de Alívio  Económico e Projecto de Apoio ao Crédito (PAC).
Nesta senda, o secretário de Estado para a Economia, Mário Caetano João, no balanço das actividades da última semana do mês de Julho, explicou que o instrumento Aviso 10/20  concedeu um montante de 501,9 mil milhões de kwanzas em 247 projectos aprovados, dos quais 43 admitidos este ano e avaliados em 187,6 mil milhões de kwanzas.

A  linha de crédito do Deutsche Bank é responsável pelo volume de 82 mil milhões de kwanzas, resultante de três projectos aprovados em 2020. As Medidas de Alívio Económico têm em registo um valor de 43 mil milhões de kwanzas, resultante de 525 projectos admitidos, dos quais 92 aprovados este ano, num investimento de 2,8 mil milhões de kwanzas.
Já o instrumento do PAC registou um volume  de 36,3 mil milhões de kwanzas, 21 projectos aprovados em 2020; dos quais dois autorizados no corrente ano, num valor de 1,5 mil milhões de kwanzas.

"Os restantes montantes estão representados por outros instrumentos e produtos financeiros da banca comercial, totalizando uma soma de 1,08 mil milhões de kwanzas, resultante de três projectos aprovados em 2020”, realçou.
Mário Caetano João disse que, na semana finda, não houve aprovação de projectos e que se encontram em negociação na banca 76  projectos  por meio do Aviso 10/20, do BNA, com 57 e PAC, com 19.


Sectores de actividades

Para a aprovação dos projectos, o PRODESI estabelece como principais áreas de actuação, os sectores da agricultura, comércio e distribuição, indústria transformadora, pecuária, aquicultura, pesca marítima e pesca continental.
Nesta lista prioritária, desde 2019, o sector da agricultura conta com 383 projectos aprovados, seguido do comércio e distribuição com 205, indústria transformadora com 115, pecuária com 40, pesca marítima com 31, aquicultura com 22 e, por último, a pesca continental com apenas cinco projectos admitidos.

Quanto à distribuição por províncias, Luanda lidera a lista com 174 projectos aprovados, seguido de Benguela  e Huambo com 60, Huíla com 57, Cuanza-Sul com 44,  Cu-ando Cubango e Bengo  com 41 cada, Bié com 39 e Uíge com 38.
Por outro lado, as províncias da Lunda-Sul e Malanje têm registado 33 projectos admitidos, seguido da província do Cunene com 30, Namibe com 29, Cabinda com 28, Lunda-Norte com 25, Cuanza-Norte, Zaire e Moxico com  23 cada, totalizando os 801 projectos aprovados até aqui.

Para o sucesso dos projec-tos  aprovados, o secretário de Estado para a Economia, Mário Caetano João, realçou que os bancos têm estado a aprovar financiamentos  no sector produtivo, onde continuam a destacar-se os operadores Banco de Desenvolvimento Angolano (BDA) com 530 projectos admitidos, seguido do BAI com 40, BIC com 39, BNI com 26, KEVE com 22 e BFA com 20.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia