Cultura

Príncipe já repousa nos Dembos

Alfredo Ferreira | Caxito

Jornalista

Um ritual de despedida, à volta da urna de Dom António Salvador, o malogrado Príncipe dos Dembos, marcou a cerimónia fúnebre da maior autoridade tradicional daquele município do Bengo.

08/10/2021  Última atualização 05H45
Governadora Mara Quiosa acompanhou a cerimónia fúnebre © Fotografia por: Edmundo Eucílio | Edições Novembro | Dembos
Dom António Salvador, o 27º Príncipe dos Dembos, repousa, desde quarta-feira, no Cemitério Municipal daquela localidade, numa cerimónia fúnebre testemunhada pelos membros da corte do principado, familiares, governantes e a população.

Na ocasião, o grupo carnavalesco União da Camboma, a Igreja Evangélica dos Dembos, a Administração local do Estado e a Associação Ana Piri, prometeram honrar o nome do malogrado.
Em nome do Governo do Bengo, a governadora Mara Quiosa lembrou-se dos feitos de Dom António Salvador.

O Príncipe dos Dembos, acrescentou, foi e continuará a ser um exemplo a seguir para toda a sociedade e um dos  símbolos locais. "Ele é parte da história do Bengo”.
A governadora Mara Quiosa encorajou a família a manter viva a imagem de Dom António Salvador.


Herdeiro do trono

O novo Príncipe dos Dembos só pode ser conhecido depois de 90 a 180 dias do enterro de Dom António Salvador. Até a eleição da mais alta autoridade tradicional do município dos Dembos, em particular, e do Bengo, no geral, o "Mwene Massa”, da banza dos Dembos, tem a responsabilidade de dirigir a corte.

Com o apoio dos demais líderes tradicionais das quatro aldeias mais influentes da corte, nomeadamente Mene Catende, Mene Pungo, Mene Mukiama e Mene Kicuma, o "Mwene Massa” tem legitimidade para convocar a eleição do novo Príncipe dos Dembos.

O soba que for escolhido "Príncipe dos Dembos” deve, obrigatoriamente, sair de uma destas quatro aldeias. O soba da localidade de Kidange, Sebastião Pedro, considerou necessário cumprir todas essas etapas.
Dom António Salvador, que morreu aos 87 anos, deixa 12 filhos, 46 netos, 52 bisnetos, sete trinetos e duas mulheres.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura