Regiões

Primeiro-secretário reeleito do Bié Pereira Alfredo

Estácio Camassete | Huambo

Jornalista

O ensino técnico-profissional nas áreas da Agricultura, Silvicultura e Agronomia a nível do Huambo vai ganhar outra dinâmica, nos próximos anos, com o arranque do projecto, designado Revitalização do Ensino Técnico e da Formação Profissional (RETFOP).

06/11/2021  Última atualização 12H25
© Fotografia por: DR
Com duração de três anos, em edição única, os cursos vão servir para formar 98 professores para o ensino técnico-profissional nas áreas acima referidas, como também estão a frequentar aulas teóricas e práticas de laboratório e de campo. 

Para avaliar o grau de administração dos cursos de bacharelato em Gestão Agrária, Tecnologia de Processamento de Alimentos e Gestão de Produção Agrícola, o secretário de Estado para o Ensino Superior, Eugénio Silva, esteve no Huambo, onde manteve encontro com estudantes da Faculdade de Ciências Agrárias. 

O projecto, financiado pela União Europeia, concorre para a redução do desemprego no seio da juventude, disponibilizar capital humano mais capacitado e com potencialidades para o emprego, e está a ser implementado em Benguela, Huambo, Huíla, Luanda, Moxico e Uíge. 

Eugénio Silva disse que o RETFOP está a ser acompanhado e supervisionado por serem cursos de relevância extraordinária para o país, uma vez que visam formar professores para o ensino técnico-profissional nas áreas da Agricultura, Silvicultura, Agronomia e Veterinária, que fazem parte da oferta formativa da Universidade José Eduardo dos Santos. 

O projecto, desde 2011, promoveu o plano curricular dos cursos, mobilizou os docentes, criou estruturas técnico-administrativas, entre outras tarefas alcançadas. 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões