Mundo

Presidente moçambicano fala com Zelensky e apela ao diálogo

O Presidente moçambicano defendeu, quarta-feira, o diálogo entre Ucrânia e Rússia para acabar com a guerra, durante um telefonema com o homólogo Volodymyr Zelensky, anunciou o gabinete presidencial em Maputo.

07/07/2022  Última atualização 00H16
© Fotografia por: DR | Arquivo

Filipe Nyusi apelou "à Ucrânia e à Rússia, no sentido de voltarem ao diálogo directo e, com humildade, buscarem uma solução diferente da guerra", detalhou a presidência moçambicana em comunicado.

Na conversa com Zelensky, que durou mais de meia hora, Nyusi "lamentou e manifestou solidariedade pela perda de mais de dez mil vidas" e pelos "mais de doze milhões de deslocados, bem como a destruição de infra-estruturas" na Ucrânia.

O chefe de Estado moçambicano justificou "a abstenção em relação à guerra entre a Rússia e a Ucrânia" nas Nações Unidas, "como uma postura decorrente da Constituição da República e da política externa que defendem a solução de diferendos por meio do diálogo".

Disse ainda que "Moçambique defende o respeito pelo Direito Internacional Humanitário, direitos humanos e protecção das vítimas de guerra e de conflitos armados", acrescentou o comunicado.

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo