Mundo

Presidente escapa tentativa de ataque

O Presidente de Transição do Mali, Assimi Goita, foi alvo, ontem, de uma tentativa de ataque com faca, quando participava na Grande Mesquita em Bamako, a participar no rito muçulmano de Eid al-Adha, a Festa do Sacrifício.

21/07/2021  Última atualização 08H15
Novo Governo é formado maioritariamente por militares © Fotografia por: DR
Segundo a Agência  France Press (AFP), duas pessoas tentaram apunhalar o coronel Assimi Goita, que rapidamente foi retirado do local ileso pela sua escolta.

"Foi depois da oração e do sermão da imã que um  jovem tentou apunhalar Assimi Goita por trás, mas o agressor acabou por visar  uma outra pessoa, que ficou ferida”, confirmou à AFP Latus Tourè, mordomo da grande mesquita.

O Mali, foco central do ‘jihadismo’ na região do Sahel, foi cenário, recentemente, de duas tomadas do poder em nove meses lideradas  por Assimi Goita e o seu grupo de coronéis. No primeiro dos golpes, no dia 18 de Agosto de 2020, os militares derrubaram o então Presidente Ibrahim Boubacar Keita, enfraquecido por meses de protestos liderados pelo Movimento M5 (União das Forças Patrióticas),  um grupo de opositores, membros do clero e elementos da sociedade civil.

Depois deste Golpe de Estado de 2020, o Mali teve um Governo de Transição até 24 de Maio deste ano,  quando Assimi Goita, liderou novo Golpe de Estado, e mandou prender o Presidente e o Primeiro-Ministro interinos, ambos civis.
Desde então, o oficial superior assumiu-se como Presidente interino, de um Governo totalmente formado por militares, e caucionado pelo Tribunal Constitucional do país.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo