Economia

Presidente do Senegal vai à Africa Oil & Power 2019

O Presidente do Senegal, Macky Sall, lidera a representação daquele país na exposição conferência de 2019 da Africa Oil & Power, que se realiza na Cidade do Cabo, África do Sul, de quarta a sexta-feira, anunciou, ontem, a organização em comunicado.

05/10/2019  Última atualização 07H49
Dr

O encontro junta empresas de produção e distribuição de petróleo da Guiné Equatorial, Argélia, Sudão do Sul, Senegal, Lesotho, Guiné Conacri e África do Sul, país de que é anunciada a participação das maiores organizações energéticas, como as empresas do Grupo CEF, Sasol, Gabinete dos Produtores Independentes de Energia e o Departamento de Recursos Minerais e Energia daquele país. A conferência facilita debates sobre como e por que razão é que o sector energético deve estar no centro dos planos de crescimento económico de África.
Ao fazê-lo, a AOP incumbe a líderes da indústria o debate de temas-chave, incluindo o sector das energias renováveis em África, o futuro da exploração e da produção, o papel do gás natural no cabaz energético do continente, a importância de desenvolver e melhorar o conteúdo local no sector energético e o papel das empresas petrolíferas nacionais no impulso do desenvolvimento.
A AOP anunciou a participação do ministro das Minas e Hidrocarbonetos da Guiné-Equatorial, do director-geral GE Petrol, Gabriel Obiang Lima e Antonio Oburu, bem como o ministro do Petróleo do Sudão do Sul, Awow Chuang, e de um representante da petrolífera desse país, a Nilepet.
Aponta a participação do ministro das Minas e Geologia da República da Guiné, Abdoulaye Magassouba, e do director-geral da Onap, Famourou Kourouma, sendo a Argélia representada pela NOC Sonatrach e o presidente executivo da companhia de electricidade e gás Sonelgz, Chaher Boulakhras.
A Cos-Petrogaz e Petrosen, do Senegal, são representadas pelo secretário permanente, Ousmane N' Diaye e pelo director-geral, Mamadou Faye, enquanto a África do Sul é representada pelo ministro dos Recursos Minerais e Energia, Gwede Mantashe, e o presidente executivo interino do Grupo CEF, Kholly Zono.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia