Mundo

Presidente do Egipto troca 13 ministros em remodelação governamental

JA Online

O Presidente egípcio, Abdel Fattah al-Sissi, anunciou hoje uma remodelação governamental para melhorar o desempenho do executivo, que enfrenta desafios crescentes provocados pela guerra na Ucrânia.

13/08/2022  Última atualização 15H15
© Fotografia por: DR | Arquivo

A remodelação, aprovada pelo Parlamento numa sessão de emergência, afecta 13 ministérios, incluindo a Saúde, Educação, Cultura, Desenvolvimento Local e Irrigação.

A reforma também abrangeu o Turismo, um sector crucial que o Egipto está a tentar revitalizar após ter sido afectado por anos de turbulência, pela pandemia de Covid-19 e mais recentemente pelo conflito entre Moscovo e Kiev.

Outros ministérios importantes, como os dos Negócios Estrangeiros, Finanças, Defesa e Interior, responsável pela polícia, não sofreram mudanças.

Numa mensagem na rede social Facebok, Sissi citado pela Lusa disse que a remodelação, decidida com o primeiro-ministro Mustafa Madbouly, visa "desenvolver o desempenho do Governo em alguns assuntos importantes... que contribuem para proteger os interesses e capacidades do Estado".

Os novos ministros deverão tomar posse perante Sissi ainda hoje ou no domingo de manhã.

A remodelação, aprovada pelo Parlamento numa sessão de emergência, afecta 13 ministérios, incluindo a Saúde, Educação, Cultura, Desenvolvimento Local e Irrigação.

A reforma também abrangeu o Turismo, um sector crucial que o Egipto está a tentar revitalizar após ter sido afectado por anos de turbulência, pela pandemia de Covid-19 e mais recentemente pelo conflito entre Moscovo e Kiev.

Outros ministérios importantes, como os dos Negócios Estrangeiros, Finanças, Defesa e Interior, responsável pela polícia, não sofreram mudanças.

Numa mensagem na rede social Facebok, Sissi disse que a remodelação, decidida com o primeiro-ministro Mustafa Madbouly, visa "desenvolver o desempenho do Governo em alguns assuntos importantes... que contribuem para proteger os interesses e capacidades do Estado".

Os novos ministros deverão tomar posse perante Sissi ainda hoje ou no domingo de manhã.

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo