Política

Presidente da FNLA afasta secretário provincial do Uíge

Silvino Fortunato

O secretário provincial da FNLA no Uíge, Pinto Luvambo, de 88 anos, foi afastado do cargo, na terça-feira pelo presidente do partido, Nimi a Simbi, três dias depois de ter sido censurado em público, por fraco poder de mobilização.

11/08/2022  Última atualização 06H40
Fraca mobilização © Fotografia por: Edições Novembro

Nimi a Simbi, ao ter constatado fraca adesão de militantes aos actos de massas que presidiu, na segunda-feira, na cidade do Uíge, exigiu dos representes do partido na província mais trabalho e empenho na mobilização.

Visivelmente irritado, o candidato a Presidente da República pela FNLA lamentou o facto de lhe ter sido dito de que tudo estava preparado para uma massiva adesão, "quando na verdade, no terreno, não se faz sentir o trabalho de mobilização”. Numa clara referência aos compromisso eleitorais, Nimi a Simbi lembrou, na ocasião, que não era o momento de se cruzar os braços. 

Pinto Luvambo ocupou o cargo de secretário provincial da FNLA no Uíge durante 17 anos, sendo agora substituído por uma comissão de gestão composta por três membros, até às eleições do dia 24 deste mês.

O coordenador da comissão, Tomás Pedro, esclareceu que a má gestão associada a problemas de organização interna foram as causas do afastamento do secretário Pinto Luvambo, um dos integrantes do grupo que participou no ataque contra colonos na vila do Songo, 40 quilómetros da cidade do Uíge, em 15 de Março de 1961.

Pinto Luvambo abandonaria apenas a guerrilha de libertação nacional em 1975, aquando da proclamação da independência nacional.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política