Política

Presidente aguardado hoje no Cuanza-Norte

O Presidente da República efectua, hoje e amanhã, uma visita de trabalho à província do Cuanza-Norte, com o objectivo de se inteirar do processo de crescimento social, económico e produtivo da região.

14/09/2021  Última atualização 07H54
Presidente da República vai encontrar uma província engajada na implementação de uma série de obras sociais © Fotografia por: Nilo Mateus | Edições Novembro
À sua chegada no aeroporto  "Comandante Ngueto”, na cidade de Ndalatando, o Chefe de Estado recebe cumprimentos do governador Adriano Mendes de Carvalho, do ministro de Estado e chefe da Casa de Segurança do Presidente da República, Francisco Pereira Furtado, e de membros do Executivo e do Governo local.

Depois da reunião com as autoridades da província e a delegacão oficial, João Lourenço recebe, no final da tarde de hoje, em audiências separadas, entidades religiosas, líderes juvenis e tradicionais, incluindo empresários.
Amanhã, antes de regressar à Luanda, João Lourenço visita o projecto habitacional "Quilómetro 11”, onde receberá informacões detalhadas sobre o plano de loteamento para auto-construção dirigida de 500 residências.

No local vai visitar a casa modelo, que poderá servir como referência para o tipo de construção a edificar noutras regiões do território nacional.


Ganhos com o PIIM   


O Chefe de Estado vai encontrar uma província engajada na  implementação de uma série de obras no âmbito do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM), garantiu ontem à imprensa, o governador do Cuanza-Norte, Adriano Mendes de Carvalho.

No domínio da Educação, o governante destacou a construção de 417 escolas públicas e três privadas, com um total de 1.960 salas de aulas. Acrescentou que para o ano lectivo 2021/22 foram matriculados 188.506 alunos e admitidos 4.460 professores.

Sublinhou ainda que no âmbito do PIIM, a província contará com mais 308 salas de aulas, para absorver mais de 700 mil  alunos dos ensinos primário e técnico-profissional, além de terem sido adquiridas várias carteiras.

Adriano Mendes de Carvalho anunciou, para breve, a construção, em Ndalatando, de um  hospital com capacidade para 200 camas, numa área de três hectares, que contará com serviços de hemodiálises, radiologia e demais serviços de que a província carece.

No âmbito do PIIM, acrescentou, foram adquiridos aparelhos de RX, laboratório, bloco operatório e cadeiras de estomatologia. "Tudo para evitar que as populações caminhem grandes distâncias para obterem os serviços”, justificou o governador, para quem o sector agrícola na região, sobretudo a agricultura familiar, conhece grandes desenvolvimentos nos últimos anos.

Sublinhou a existência de vários projectos, tais como o "Ago-Jovem”, e de promoção da pecuária no Planalto de Camabatela (cerca de 200 quilómetros da cidade de Ndalatando), que, como garantiu,  será reactivado em breve para dar "grandes alegrias”, naquilo que é a produção  de carne.

Defendeu, por isso, a existência de mais criadores de gado na região para garantir maior   produção de carne, sobretudo nos matadouros das localidades de Ambaca e Cambambe, que possuem capacidade diária de abate de 200 cabeças de gado.

Sobre a reabilitação das estradas ao nível da região, sobretudo a EN 230, a partir da localidade de Maria Teresa (Bengo), passa pela Trombeta até ao Golungo-Alto, disse ser uma questão, cuja resolução ultrapassa o Governo local, salientando que o assunto "requer maior concertação e apoio” do Executivo.

Adriano Mendes de Carvalho garantiu, a propósito, que a partir do próximo ano Cuanza-Norte deverá constar da lista das províncias que terão todos os municípios electrificados. Referiu que o processo já iniciou nas localidades de Bolongongo, Banga e demais comunas.


  População aguarda com enorme expectativa a visita do Chefe de Estado

A visita, hoje, do Presidente da República, João Lourenço, ao Cuanza-Norte, é vista como uma oportunidade para o relançamento do desenvolvimento socioeconómico na região, onde a população vê renascer a esperança de uma vida melhor.


O sociólogo Lubiavanga Alexandre defende que o Governo do Cuanza-Norte deve tirar maior proveito dessa visita de João Lourenço, "apresentando os projectos em falta na educação, saúde, ensino superior, habitação e saneamento básico e reforçando a urgência da reabilitação das vias terciárias Samba Cajú/Banga, Quiculungo/Pambo de Sonhe e Golungo Alto/Ngonguembo.”

Lubiavanga Alexandre acredita também que a visita do Presidente da República pode impulsionar a expansão da rede eléctrica aos municípios da Banga e do Ngonguembo, a construção da nova linha de abastecimento de água à cidade de Ndalatando, a partir do rio  Lucala, e a conclusão da centralidade e do hospital provincial.

O sociólogo espera que "o Chefe de Estado traga  projectos estruturantes imediatos que reflictam na vida das populações, como os ligados ao  desenvolvimento da agricultura mecanizada e familiar, criação de políticas que facilitem o acesso ao crédito bancário às pequenas, médias e grandes empresas e geração de emprego para a juventude”.
A visita do Presidente da República é aguardada, também, com enorme expectativa no meio académico, que espera ver resolvidos os vários problemas do ensino superior na região.

O coordenador-adjunto para Área Académica do Instituto Superior Politécnico do Cuanza-Norte, Lucas da Piedade Cassinda, considera ser importante "o Presidente radiografar a realidade do ensino superior na província, que carece de mais cursos, professores, laboratórios e novas infra-estruturas”. "É necessário um campo universitário, apetrechamento de algumas dependências dos institutos e a criação de condições de habitabilidade”, disse.

O secretário provincial da UNITA no Cuanza-Norte, Francisco Fernando Falua, considera a visita "a maior oportunidade que a população do Cuanza-Norte tem para pôr fim às dificuldades do dia-a-dia”. "O Cuanza-Norte precisa reduzir a dependência de Luanda e de outras províncias no acesso aos bens de primeira necessidade”, defendeu.

Garrido Fragoso | Ndalatando e André Brandão | Ndalatando

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política