Sociedade

Prémio acontece no dia 14 de Agosto

Kátia Ramos

Jornalista

Os vencedores do prémio “Angola Comunicação” vão ser conhecidos a 14 do corrente mês, numa das unidades hoteleiras de Luanda, nas categorias de Rádio, imprensa, televisão, conteúdos, institucional e outras relacionadas à comunicação social.

02/08/2022  Última atualização 08H51
Angola Comunicação © Fotografia por: DR

Para o ano presente, foram atribuídas um total de 50 categorias para mais de 500 concorrentes. Os vencedores levam para casa um troféu e certificado de mérito. Os prémios "Angola comunicação” são os mais prestigiados em termos de  premiação e voltada ao sector da comunicação e audiovisual, pela sua abrangência e dimensão.

O coordenador do projecto, José Lima da Silva, disse que os prémios visam reconhecer e promover as boas práticas, como a excelência, o rigor, ética e a deontologia no exercício da actividade profissional dos sectores abrangidos.

Acrescentou que o projecto é ligado a tudo que está relacionado à comunicação, sendo que as componentes das premiações enaltecem os feitos dos fazedores de comunicação.

Segundo ele, a organização faz um acompanhamento durante o percurso anual dos trabalhos dos profissionais da comunicação, com visitas regulares às instituições de forma a monitorar os trabalhos desenvolvidos.

Para o presente ano, os concorrentes tiveram a possibilidade de apresentar os seus próprios trabalhos, realizados o ano passado e que já foram analisados pelo jurado.

Um dos membros, Amadeu Cassinda, disse que as categorias pautam-se pela inovação, cumprimento dos princípios éticos e deontológicos da actividade, interesse público e legislações adequadas.

Para cada categoria, devem ser indicados no máximo sete finalistas, sendo quatro lugares reservados a Luanda, por ser o maior centro de produção do país e as restantes três vagas podem ser preenchidas pelas demais províncias, sem distinção de género.

Frisou que as categorias institucionais, concorrem os meios de comunicação em si, enquanto empresa num todo, regulamento em que  podem ser avaliados  outros aspectos corporativos, como identidade corporativa (visual ou sonora) nos órgãos como televisão, rádio, imprensa e digital.

Enquanto que para a categoria técnico-profissional concorrem, de forma individual, os profissionais que produzem conteúdos, em obediência aos princípios éticos e deontológicos da profissão e outros critérios decididos em reunião pelo júri.

Nestas, constam as categorias: institucional, canal de TV, rádio, jornal generalista e de especialidade, site generalista, revista impressa, gabinete de comunicação institucional e imprensa, produtoras audiovisuais, agência de comunicação, serviços de telecomunicações e internet, comunicação comercial & marketing e TV online-digital.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade