Regiões

PREI chega ao Cuando Cubango com reforço do microcrédito

JA Online

O Programa de Reconversão da Economia Informal (PREI) chegou este sábado a província do Cuando Cubango, tornando-se na primeira região a contar, também, com o reforço do microcrédito para os operadores recém formalizados.

04/06/2022  Última atualização 22H19
© Fotografia por: DR | Arquivo

O acto presidido pelo governador provincial, José Martins, teve lugar no Mercado do Bairro da Paz, com a participação dos secretários de Estado para o Planeamento, Milton Reis para a Juventude, Fernando João, e para a Educação Pré-escolar e Ensino Primário, Fernando Pacheco, entre outros membros do governo provincial.

Além do financiamento do Fundo Activo de Capital de Risco Angolano, FACRA, passarão a ter acesso ao Fundo de Apoio de Desenvolvimento Agrário, FADA.

O PREI vai também formalizar os produtores, de cereais, sobretudo os de milho, e empreendedores da cadeia de apoio ao escoamento dos produtos do campo para os mercados.

O programa traz para o Cuando Cubango, de forma integrada, serviços de Registo Civil e emissão do Bilhete de Identidade, emissão dos Cartões de Vendedor de Bancada, Ambulante e Feirante, activação do Número de Identificação Fiscal, emissão do Registo Comercial, inscrição no Instituto Nacional de Segurança Social, certificação de micro e pequenas empresas, capacitação em empreendedorismo e gestão de micronegócios, alfabetização, pagamentos digitais por telemóvel, abertura de contas bancárias e o acesso aos Terminais de Pagamento Automáticos (TPAs), para os operadores económicos formalizados.

Esperam-se formalizar nos próximos 30 dias, pelo menos, 8000 (oito mil) operadores económicos informais, que operam na província.

Até ao momento, o PREI já formalizou mais de 180 mil operadores informais, nas províncias das Lundas Norte e Sul, Moxico, Malanje, Cuanza Norte, Huambo, Bié, Huíla, Cunene e Luanda. O processo de aceleração da formalização, através do PREI, continua a decorrer nas províncias de Luanda, Bengo, Zaire e Uige.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões