Economia

Preços quase duplicam receita fiscal petrolífera

A receita fiscal petrolífera ascendeu a 2,6 biliões de kwanzas, de Janeiro a Abril, mais 1,2 bilião que em igual período do ano passado, quando a arrecadação fiscal petrolífera se situou em 1,4 bilião, de acordo com dados da Direcção de Tributação especial do Ministério das Finanças.

29/05/2022  Última atualização 11H06
© Fotografia por: DR

Nos primeiros quatro meses do ano em curso, exportações petrolíferas de 138,5 milhões de barris de petróleo, inferiores às de 141,6 milhões do período homólogo, resultaram em receitas superiores, sob o efeito do aumento do preço médio do barril de petróleo que, de 57,56 dólares por barril, ascendeu para 94,89 dólares.

A concessionária nacional (a ANPG) absorveu 1,4 bilião de kwanzas do total  arrecadado, segundo os dados que revelam ter sido o Bloco 17 o maior de desempenho, ao exportar 44,8 milhões de barris, seguido do Bloco 32 (18,6 milhões), Bloco 15 (17,2 milhões), Bloco 15/06, (13,3 milhões), Bloco 0 A Cabinda (11,5 milhões) e o Bloco 18 (8,6 milhões).

A receita foi calculada com base em declarações submetidas à Administração  Geral Tributária (AGT) pela ANPG e companhias petrolíferas que operam em Angola, incidindo sobre os impostos sobre o Rendimento do Petróleo (IRP),  sobre a Produção do Petróleo (IPP)  e  sobre a Transição do Petróleo (ITP). A produção angolana de petróleo mantém-se acima dos 1,1 milhão de barris por dia.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia