Regiões

Praga de gafanhotos sob controlo

A praga de gafanhotos, que invadiu a província da Huíla no final da primeira quinzena de Maio, está “totalmente controlada”, mas as autoridades mantêm-se em alerta para dar resposta a um eventual retorno.

03/06/2021  Última atualização 06H25
© Fotografia por: DR
A informação foi prestada ontem à Angop, pelo Gabinete Provincial da Agricultura, José Arão Tchissonde, afirmando que os insectos passaram por 15 localidades do município da Humpata, onde se deu o primeiro caso na zona do Miradouro da Leba.

Os gafanhotos atravessaram, igualmente, em número reduzido, os municípios do Lubango e da Chibia, sem prejuízo nas culturas, devido à pulverização preventiva feita nas áreas de cultivo e outras técnicas rudimentares usadas pelos camponeses, como queimadas controladas.

Dada a perigosidade do insecticida utilizado, o director aconselhou a população a evitar o consumo da erva afectada pela pulverização, pelo menos durante 21 dias, período que dura o efeito do veneno.
Apelou igualmente que esse cuidado deve ser extensivo com os animais, evitando que eles consumam a mesma vegetação.

A praga de gafanhotos entrou em Angola pela província do Cuando Cubango, depois passou pelo Cunene, Namibe, Huíla e Benguela.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões