Política

PR destaca reforço da cooperação com a Rússia nos petróleos

Redacção

O Presidente da República, João Lourenço, disse que Angola está empenhada em reforçar a cooperação com a Federação Russa no sector dos petróleos e “aberto a todas as empresas que queiram participar com os seus investimentos na diversificação e desenvolvimento na economia angolana”.

13/10/2021  Última atualização 14H06
© Fotografia por: CIPRA

"O desenvolvimento do sector de gás constitui uma oportunidade para as empresas russas tendo em conta a experiência que detêm neste domínio para contribuírem na criação de siderurgias, fábricas de fertilizantes e geração de energia e outras”, sublinhou o Presidente da República.

O Chefe de Estado angolano falava esta quarta-feira (13) por video-conferência na abertura do fórum "Semana Russa de Energia”, evento organizado pela Federação Russa que reúne vários players do mundo dos petróleos.


Refinarias


Neste domínio, João Lourenço fez ainda saber que o Executivo está a promover a implementação de três refinarias, nomeadamente, em Cabinda, Soyo e Lobito. "Com a construção destas refinarias, Angola passará a ter uma capacidade de refinação de cerca 425 mil barris/dia de petróleo bruto”.

"Aqui, configura-se uma oportunidade de investimento para empresas russas na construção da Refinaria do Lobito, uma vez que ainda decorre o concurso público internacional de parcerias societárias que termina em Outubro do corrente ano", acrescentou.

De acordo com o Chefe de Estado, o Executivo aprovou uma estratégia de hidrocarbonetos para o período 2020-2025, visando a expansão do conhecimento geológico e acesso aos recursos petrolíferos nas bacias de Angola com o objectivo de repor e aumentar as reservas petrolíferas.

"O Executivo aprovou, também, a estratégia de licitação de blocos para o período de 2019-2025 que prevê licitar mais de 50 blocos”, avançou João Lourenço. 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política