Política

PR apela ao diálogo entre UNITA, TPA e TV Zimbo

Xavier António

Jornalista

O Presidente da República, João Lourenço, apelou na manhã desta quarta-feira (15) ao diálogo entre a UNITA, TPA e TV Zimbo, na sequência das agressões contra os jornalistas desses órgãos de comunicação social, durante uma marcha do "Galo Negro", em Luanda.

15/09/2021  Última atualização 11H06
© Fotografia por: Kindala Manuel | Edições Novembro
"Eu penso que a iniciativa foi dos ofendidos (órgãos de comunicação social) à intolerância por parte de um determinado partido político. Sentiram a vida dos seus jornalistas em causa, em perigo, e reagiram da forma como todos nós vimos", disse o Chefe de Estado. 

De acordo com o Presidente João Lourenço, a guerra dos comunicados não ajuda: "Muito pelo contrário, acirra cada vez mais os ânimos. Faz aumentar o nível de tensão que nós, enquanto líderes deste país, devemos evitar", acrescentou durante a conferência de imprensa enquadrada na visita que efectua à província do Cuanza-Norte.

Para o Chefe de Estado, trata-se de uma questão de diálogo e conversa: "Acredito que se isso acontecer os ofendidos acabarão por perdoar e voltar tudo ao normal", reforçou. 

João Lourenço lembrou, igualmente, que o país já passou por situações piores do que estas e os responsáveis pediram desculpas e os lesados aceitaram-nas.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política