Economia

Potencialidades da Barra do Kwanza podem gerar milhares de empregos

Hélder Jeremias

Jornalista

A criação de milhares de empregos por intermédio do sector da Hotelaria e Turismo na comuna da Barra do Kwanza, no município de Belas, província de Luanda, constitui uma das principais tarefas que o Ministério da Cultura e Turismo se propõe alcançar no período 2022/2027.

26/09/2022  Última atualização 07H42
© Fotografia por: DR

Segundo o director-geral do Instituto Nacional de Fomento do Turismo (INFOTUR), Afonso Victor, durante uma visita de campo efectuada no sábado, por técnicos do sector à comuna da Barra do Kwanza, para aferir as condições dos principais activos turísticos, no quadro das jornadas alusivas ao Dia Mundial do Turismo, que decorrem de 20 a 29, sob o lema: "Repensar o Turismo", os encantos da região devem ser aproveitados ao máximo.

Os responsáveis constataram que a comuna da Barra do Kwanza tem enormes potencialidades nos vários segmentos turísticos, razão pela qual a administração municipal está aberta aos investidores nesta vertente ou outros ramos para o apoio necessário com vista a materialização dos seus propósitos com o objectivo de engrandecer a localidade, e pode contribuir também para a arrecadação de receitas para a Conta Única do Tesouro (CUT).

A pandemia da Covid-19 teve reflexos directos na retracção da actividade hoteleira, mas o sector continua a ser dos mais influentes na geração de empregos, numa altura em que foram criados, nos últimos tempos, cerca de 650 postos de trabalho nas mais diversas infra-estruturas hoteleiras existentes.

"O sector e toda a economia, em geral ficou muito afectado, mas de algum tempo a esta parte, as coisas começam a surgir e pensamos nós, e com bastante força, os próximos anos serão completamente diferentes", disse.

O evento teve como principal roteiro visitas à Paróquia Católica "Nossa Senhora das Boas Águas" e Mangais, tendo culminado no Miradouro da Lua, com um almoço de confraternização no Centro de Pescas, durante o qual o administrador comunal, Délcio Ramos e o di-rector do INFOTUR interagiram com vários jornalistas.


Comuna turística aguarda por mais investimentos

O administrador comunal da Barra do Kwanza, Dilson Ramos, disse que a região está aberta para o empresariado que pretende canalizar recursos financeiros, não só no sector da Hotelaria, como nos demais segmentos da actividade económica.

Denilson Ramos mostra-se muito optimista quanto ao futuro da hotelaria naquela circunscrição a avaliar pela frequência de cidadãos nacionais e estrangeiros que buscam pelo desfrute do excelente ambiente natural, com destaque para praia, entre a diversidade de opções que a natureza proporciona.

A dirigente acredita que os mais de 650 postos de trabalho criados pelo sector hoteleiro venham a triplicar num futuro próximo, tendo em conta a existência de alguns projectos já em fase de execução e a intenção manifestada por agentes económicos em investir na restauração.

"A administração está presente e conta com todos os empresários determinados em alargar a sua carteira de investimentos, pois é nossa preocupação dar todo o suporte necessário para que o seu trabalho se traduza no crescimento da comuna e, com isso, na melhoria da qualidade de vida dos cidadãos.

O Miradouro da Lua, segundo fez saber o responsável, constitui um dos pontos de atracção turística, com o maior número registado de visitas, numa altura em que a reabilitação a que foi submetido em 2021, proporciona condições de acomodação mais condignas, porém outros locais também estão a ser destinos frequentes de pessoas em busca de lazer, tal como os Mangais e a Catedral das Boas Águas, esta última na sua fase de conclusão.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia