Economia

Portuários e ferroviários são instados a empreender

Um grupo de trabalhadores do Porto do Lobito e do Caminho-de-Ferro de Benguela (CFB) participou, numa palestra conjunta que visou transmitir conhecimentos sobre o empreendedorismo, com a criação de micro, pequenas e médias empresas, realizada no Lobito.

12/08/2022  Última atualização 07H05
© Fotografia por: DR

O tema "Como criar o seu próprio negócio, no âmbito das micro, pequenas e médias empresas” teve como orador principal da palestra, realizada terça-feira, o director do Instituto Nacional de Apoio as Micro, Pequenas e Médias Empresas (INAPEM) em Benguela, Lino Joaquim.

O responsável definiu o conceito de empreendedorismo como a capacidade de criar qualquer actividade que gera rendimento, considerando o pequeno negócio como uma forma de sustento, pelo que os participantes a identificarem oportunidades que o país oferece em vários domínios.

Disse, ainda, que o INAPEM tem auxiliado os empreendedores na criação de negócios, formação de empresas e capacitação, reafirmando existirem, em Benguela, cerca de quatro mil empresas e empreendedores registados, 1.500 dos quais 1500 tiveram apoio da instituição.

Participaram no encontro administradores e directores da empresa portuária e do CFB, além de técnicos e outros trabalhadores das duas empresas.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia