Regiões

População satisfeita com as obras na via que liga o Cuito ao Andulo

José Chaves/Andulo

A reabilitação, nos últimos quatro anos, de 96 quilómetros da estrada que liga o Cuito ao município do Andulo, na Estrada Nacional número 140, na província do Bié, está a influenciar positivamente a vida dos munícipes, na sua maioria camponeses, que viram as trocas comerciais entre o campo e a cidade facilitadas.

26/10/2022  Última atualização 12H00
Reabilitação da estrada está a facilitar as trocas comerciais e o escoamento dos produros agrícolas © Fotografia por: José Chaves | Edições Novembro | Andulo
Quem o diz é a administradora do Andulo, Celeste Adolfo, acrescentando que as obras foram concluídas no passado mês de Julho, com a colocação de asfalto, reabilitação das valas de drenagem, bem como sinalização vertical e horizontal.

Celeste Adolfo recordou que, antes da reabilitação da via entre Cuito e Andulo, numa distância de 130  quilómetros, a viagem entre as duas localidades durava oito horas, mas agora é feita em 1h30.

"Os benefícios dos trabalhos de reabilitação do troço Cuito/Andulo são evidentes. O troço foi totalmente reabilitado, depois de ter estado inoperante durante mais de 15 anos”, sublinhou a administradora, acrescentando que as obras duraram dez anos, porque foram muitas vezes interrompidas.

Acrescentou que a reabilitação da estrada, além de permitir maior fluidez e segurança, facilita o escoamento de produtos agrícolas.

A administradora do Andulo, que realçou o notório movimento de viaturas nos dois sentidos, em qualquer período do dia, disse que os trabalhos realizados estão a ajudar a promover o crescimento económico e demográfico da região e a encurtar o tempo de viagem entre várias localidades.

Deu a conhecer que a via está a facilitar, também, a vida de munícipes da Nharêa.

Celeste Adolfo explicou que o município regista avanços significativos a nível económico e social, construção de infra-estruturas administrativas, casas, escolas, postos e centros de saúde e recuperação de várias vias de acesso.

"Andulo e Nharêa são dois municípios com forte produtividade agrícola e esta estrada vem facilitar o escoamento da produção, bem como permitir que a população circule em melhores condições e em pouco tempo, o que vai atrair mais investimento público e privado”, disse.

De referir que as viagens entre o Cuito e o Andulo proporcionam momentos de turismo e lazer, pois ao longo do percurso existem belas paisagens, como rios, riachos e montanhas. A Estrada Nacional 140, que liga o Cuito ao Andulo, permite a ligação com os municípios da Nharêa (Bié) e do Mussende (Cuanza-Sul), e, também, à província de Malanje.

 

Automobilistas satisfeitos 

Automobilistas que circulam com frequência no troço Cuito/Andulo/Nharêa mostraram-se, na semana finda, satisfeitos com a conclusão das obras de colocação de asfalto, situação que está a permitir que haja mais segurança na circulação de pessoas e bens.

Para o condutor João Fernando, há muito que se aguardava pela conclusão dos trabalhos, uma vez que se chegava a fazer mais de seis horas para percorrer 130 quilómetros, além de danos às viaturas.

"Hoje, com a reabilitação da via, já viajamos à vontade, ao contrário do que acontecia anteriormente, uma vez que, devido ao mau estado da estrada, tínhamos muitos problemas com as viaturas”, explicou,

João Fernando exortou, por outro lado, aos automobilistas e a população no sentido de preservar a estrada.

O condutor Artur Chilima disse estar satisfeito com a obra de reabilitação daquele troço, por ser, neste momento, a via que maior segurança oferece aos utentes e veículos ligeiros e pesados.

O taxista António Firmino, que circula diariamente no troço Cuito/Andulo, louvou o esforço do Governo na recuperação da via e solicitou a reabilitação da estrada que liga a sede municipal do Andulo à comuna de Calussinga, que tem alguns troços danificados, que estão a  causar muitos acidentes.

Camponeses e criadores de animais das referidas zonas elogiaram as autoridades pela reabilitação da estrada que vai facilitar o acesso à sede da província, as trocas comerciais e o escoamentos dos produtos agrícolas.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões