Política

População manifesta satisfação pela aposta em projectos sociais

A intervenção do candidato do MPLA, João Lourenço, no acto de massas, na província do Uíge, teve uma avaliação positiva por parte das autoridades tradicionais e de jovens de vários estratos sociais, ouvidos pelo Jornal de Angola, depois do acto de massas.

07/08/2022  Última atualização 09H29
Presidente João Lourenço reagiu às ofertas com palavras de encorajamento à população para apostar na agricultura © Fotografia por: Dombele Bernardo | Edições Novembro
Para os interlocutores, a apresentação das obras feitas e a continuidade das demais, demonstra o realismo de um candidato que tem tudo para merecer o voto de confiança, uma vez que o seu programa vai trazer melhorias e soluções para resolver os problemas da população.

O rei dos Bayakas, um reino circunscrito à comuna do Kwango, município do Kimbele, António Charles Muanauta Kabamba, disse que o presidente do MPLA focou aquilo que a população no Uíge espera ver resolvido, como a melhoria das vias de acesso, a contenção das ravinas, o reforço do apoio a produção agrícola, sobretudo a revitalização da cultura de café.

O rei referiu ter gostado de ouvir as acções realizadas nos domínios da Saúde e da Educação, com destaque para a construção de muitas escolas e projectos que pretendam dar continuidade ou iniciar, caso seja eleito para mais um mandato.

O seculo da regedoria do Nsangi, município do Bembe, Lukombo David, realça que ouviu do presidente João Lourenço aquilo que tanto esperava, que é a garantia da reabilitação ou construção das vias rodoviárias, sobretudo as que permitem o escoamento da produção dos camponeses.

"Queremos ver as estradas melhoradas, o apoio para a agricultura, melhoria na saúde e educação. Já temos vindo a acompanhar a implementação de algumas acções, que nos fazem acreditar que no próximo mandato será possível concluir os projectos ", disse.

O soba grande do Uíge, Miguel Vingo, disse que o discurso do presidente João Lourenço mostra o que realmente está a ser feito e como pretende continuar as acções em benefício do povo. "O discurso do presidente é muito claro. Gostamos de ouvi-lo, porque mostra a sua pasta na melhoria da vida das populações”, realçou.

Bernardo Mpembele, agricultor, referiu ter "abandonado” a fazenda para ouvir o presidente do MPLA, tendo lembrado que o café produzido no Uíge "ajudou a construir a antiga Vila de Carmona (actual cidade do Uíge) e outras cidades”. "Ao ouvir agora a promessa do presidente João Lourenço de que vai revitalizar este sector, ficou satisfeito como todos os agricultores. Para nós, essa ideia é bem-vinda e a esperamos que se concretize”, enfatizou o Mpembele.

O secretário da Brigada Jovem Solidário, Maurício Katombele, lembrou que, de 2017 em diante, muita coisa foi feita, como o melhoramento de estradas, abastecimento de água potável às populações, construção de escolas e outras obras planificadas e executadas. No seu entender ainda há muito por fazer, mas tudo indica que "o presidente está cada vez mais apostado em concretizar os projectos”.
 

  Garantida vitória retumbante no Uíge

A província do Uíge dará ao MPLA uma vitória retumbante nas Eleições Gerais, segundo o primeiro secretário do partido, José Carvalho da Rocha. O político aflorou, durante o acto de massas orientado pelo candidato João Lourenço, que está tudo preparado para o alcance deste triunfo, que permitirá a continuidade da execução de várias obras sociais e económicas na província.

"Camarada presidente esteja descansado, que vamos dar a resposta necessária”,  realçou, acrescentando que "se o nosso líder quer, nós vamos responder com um triunfo retumbante do MPLA nas eleições”.

Lembrou que a província tem merecido muita atenção por parte do candidato João Lourenço, enquanto presidente do MPLA e da República, cujos resultados são visíveis. O primeiro secretário José Carvalho da Rocha garantiu a implementação de vários projectos de capital importância para o desenvolvimento da província do Uíge e do bem-estar da população.

"O presidente João Lourenço, atento aos desafios do desenvolvimento da província e do bem-estar da sua população, não tem hesitado em prestar todo o apoio a esta província”, sublinhou, tendo sublinhado em manter o crescimento da região.

O primeiro secretário do MPLA no Uíge, José Carvalho da Rocha, visivelmente emocionado pela moldura humana que se concentrou, para efeito, no Largo da Independência, referiu que as acções de electrificação de três municípios e da construção da segunda via de acesso à sede municipal de Negage, mostram o empenho do presidente do MPLA, João Lourenço.

 

Oferta de peças de artesanato

Durante o comício, o primeiro secretário do MPLA ofereceu ao candidato João Lourenço um quadro ilustrado com um projecto habitacional comunitário, que o director provincial da Cultura disse ter sido construído à base de material raro, mostrando as características das habitações da região, a simplicidade e o nível de organização das comunidades.

João Lourenço recebeu ainda peças de café em madeira esculpida e de um captador de sinal de Internet, que simbolizam a riqueza da região, assim como a combinação da convivência entre a tecnologia e a identidade cultural.

O director da Cultura, Manuel Domingos Lucas, lembrou que a oferta dos artefactos artísticos serve para mostrar a riqueza natural e a criatividade dos artistas existentes na província, que o candidato do MPLA "seguramente vai continuar a proteger e a incentivar” para o desenvolvimento da indústria e do turismo na província.

Silvino Fortunato  e Valter António | Uíge

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política