Economia

Pontos turísticos sem investimento

Pedro Suculate|Cabinda

Jornalista

Eduardo Pitra, que falava terça-feira, num seminário enquadrado nas celebrações do Dia Mundial do Turismo (que se comemora na segunda-feira), considerou ser necessário investir, primeiro, na divulgação, para atrair investidores com potencial para implantar operações económicas sustentáveis nesses locais.

23/09/2021  Última atualização 06H20
Celebração do Dia Mundial do Turismo gera reflexão em Cabinda © Fotografia por: DR
O investimento necessário para vitalizar o sector do Turismo na região requer, também,  "acções de sensibilização à população, sobre o valor social, cultural, político e económico do turismo”, afirmou o responsável. 


O vice-governador Macário Lembe, que participou no seminário, anunciou a elaboração de um Plano Director do Turismo, pelo Governo da província, apontando-o como um "instrumento que vai permitir os empresários e outro interessados conhecerem com maior precisão os locais e tipos de investimentos apropriados para cada um dos pontos turístico já identificados.
A província de Cabinda conta com um total de nove unidades hoteleiras, 21 pensões, dois aldeamentos turísticos, 12 hospedarias, 54 restaurantes, 12 snack-bares e 14 bares, que empregam 1 196 trabalhadores.       

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia