Sociedade

Polícia vai reforçar medidas de segurança durante a quadra festiva

André da Costa

Jornalista

Milhares de efectivos da Polícia Nacional e de outras sectores do Ministério do Interior, e meios técnicos, estão mobilizados para o asseguramento da quadra festiva, que este ano decorre com restrições devido ao Estado de Calamidade Pública, decretado devido à pandemia da Covid-19.

22/12/2020  Última atualização 19H35
Comissário aconselha cidadãos a colaborem com a Polícia © Fotografia por: Edições Novembro
O director de Segurança Pública do Comando-Geral da Polícia , comissário Orlando Bernardo, disse, nesta terça-feira, em conferência de imprensa, que as forças da ordem estarão desdobradas em todos os bairros de Luanda e no resto do país para a manutenção da ordem e  da tranquilidade públicas. 

O oficial comissário, lembrou que em época de  quadra festiva há  tendência de cometimento de crimes  de natureza económica e ofensas corporais, resultante agressões físicas derivadas do consumo excessivo de bebidas alcoólicas.

Orlando Bernardo alertou que a corporação vai reforçar o número de efectivos nas fronteiras e nos hospitais, "no sentido de proceder a detenção de indivíduos envolvidos em crimes que forem parar às unidades sanitárias”. Devido ao Decreto Presidencial sobre a situação de Calamidade Pública, recordou, os cidadãos estão proibidos de realizar lançamento de fogo de artifícios, festas de reveillon e bailes de rua nas comunidades. 

Em casa, as festas de natal e do ano novo  não devem reunir mais de 15 pessoas. Orlando Bernardo adiantou que as operações de trânsito serão intensificadas, alertando os cidadãos para evitarem incorrer em actos de desobediência. 

Mais de 1800 cidadãos detidos  em Luanda  
A Polícia realizou, em todo o país, nos últimos 15 dias, micro operações denominadas "Raio X", que resultaram na detenção de  mil e  809 cidadãos por cometimento de crimes diversos. Entre estes detidos, 690 foram apanhados em flagrante delito, outros 550 na sequência acções de investigativas. 

Ainda neste período, foram apreendidas 81 armas de fogo, recuperadas 13 viaturas roubadas  e 145 cabeças de gado bovino na província do Cunene. Foram ainda desmantelados 10 grupos de marginais que resultou na detenção de 50 indivíduos. 

Orlando Bento disse que houve redução significativa de crimes violentos, como homicídios, violações sexuais, roubos, e  assaltos  com recurso à arma de fogo.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade