Sociedade

Polícia Nacional deteve 40 supostos assaltantes

Quarenta indivíduos foram detidos há dias pelo Comando Municipal da Polícia Nacional no Kilamba Kiaxi, em Luanda, por supostamente estarem envolvidos em furtos e roubos de bens diversos na via pública.

23/06/2020  Última atualização 08H00
Edições Novembro © Fotografia por: Os detidos são acusados de furtos e roubos de diversos bens na via pública e em residências

O porta-voz do Comando Provincial de Luanda da Polícia Nacional, inspector-chefe Nestor Goubel, informou que a detenção dos meliantes foi feita no decorrer de uma operação denominada "Ki-lamba Kiaxi livre da criminalidade", ocorrida de 16 a 18 deste mês.

A operação decorreu nos distritos urbanos do Nova Vida, Sapú, Palanca e Golfe, onde os meliantes se dedicavam a assaltos e furtos de bens diversos em cantinas, residências e transeuntes, assim como à venda e consumo de liamba. Nestor Goubel informou que dos detidos, vinte dedicavam-se a roubos em residências, sete em roubos na via pública, quatro em roubos em estabelecimentos comerciais, oito por pertencerem a associação de malfeitores e um por posse e venda de estupefacientes.

Durante as operações, disse, a Polícia Nacional procedeu a apreensão de seis armas de fogo, sendo quatro do tipo AKM e duas pistolas, bem como duas motorizadas, dois televisores plasma, quatro acessórios de diversas viaturas, quatro catanas e três facas. Foram ainda apreendidas pela Polícia dois machados, 20 cadeiras plásticas, três ventoinhas e 20 pacotinhos de liamba.

Nestor Goubel disse que a Polícia Nacional tem feito todos os esforços no sentido de combater a criminalidade, fundamentalmente a violenta, e deter os criminosos que retiram o sossego das populações em vários municípios e apresentá-los ao Ministério Público, para a legalização da detenção, sendo o processo encaminhado depois ao tribunal, para o julgamento.

Nestor Goubel valorizou o papel desempenhado pelas comunidades na denúncia de supostos marginais, que, nos bairros, retiram a tranquilidade dos cidadãos. Afirmou que o Comando Provincial está engajado no combate ao crime, no sentido de devolver o sentimento de segurança e tranquilidade aos cidadãos.

Centro de acolhimento

Membros da Delegação do Ministério do Interior em Luanda visitaram domingo o centro de acolhimento de crianças denominado "Não há órfão de Deus", em Viana, no quadro das comemorações dos 41 anos do Ministério do Interior, assinalados ontem.

O porta-voz da Delegação do Ministério do Interior em Luanda, intendente Hermenegildo de Brito, disse que o objectivo foi partilhar ensinamentos relacionados com a segurança pública e respeito mútuo entre as pessoas.

Durante a visita, as 200 crianças, adolescentes e idosos ficaram a saber mais sobre o funcionamento dos cinco órgãos do Ministério do In-terior, nomeadamente Polícia Nacional, Serviço de Protecção Civil e Bombeiros, Serviço Penitenciário, Serviço de Migração e Estrangeiros e Serviço de Investigação Criminal.

Violação

Um jovem de 18 anos foi detido no domingo, por supostamente ter violado uma menor de 13 anos no município do Cazenga. De acordo com a Polícia Nacional, o crime ocorreu quando o acusado, por sinal vizinho da vítima, aproveitou o facto da menina entrar em sua residência em busca de algo. O infractor aproveitou o facto de estar sozinho e forçou o coito com a vítima.

Insatisfeita, a menor decidiu contar a ocorrência na sua mãe, que, revoltada, apresentou queixa crime, que culminou com a localização e detenção do acusado, que foi indiciado no crime de violação sexual contra menor.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade