Sociedade

Polícia Nacional deteve 13 pessoas que integravam rede de burlas nas redes sociais

A Polícia Nacional deteve 13 pessoas, das quais duas mulheres, em Luanda, integrantes de uma rede de burlas, por via das redes sociais, chamadas telefónicas e chantagens.

05/07/2022  Última atualização 14H30
© Fotografia por: DR | ARQUIVO

De acordo com o porta-voz da Polícia Nacional, subcomissário Mateus Rodrigues, os suspeitos actuavam de forma premeditada e organizada, tendo as detenções ocorrido na sequência de várias denúncias feitas nas redes sociais e participações das vítimas nos piquetes de polícia.

"Apesar de as vítimas serem maioritariamente da província de Luanda, os malfeitores identificavam alvos em todo o país, fazendo recurso às redes sociais e a chamadas telefónicas dirigidas ou aleatórias”, referiu citado hoje pela Lusa.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade