Sociedade

Polícia Nacional detém 1.100 suspeitos em micro-operações

Mário Clemente

Jornalista

A Polícia Nacional efectuou um total de 1.100 detenções de indivíduos suspeitos de terem cometidos vários crimes, de 12 a 18 do corrente mês, durante uma série de micro-operações de segurança pública, revelou, segunda-feira, em Luanda, o seu porta-voz.

25/01/2023  Última atualização 08H36
Vários jovens que optaram pelo cometimento de práticas errôneas e condenáveis estão agora a contas com a Justiça © Fotografia por: DR

O subcomissário Mateus Rodrigues explicou que a detenção dos 1.100 suspeitos representa um aumento de 83 detidos, em relação ao mesmo período do ano anterior, em que se registaram 958 crimes. Os indivíduos foram detidos por presumíveis crimes de 26 homicídios, 169 roubos, 270 furtos, 205 ofensas à integridade física graves e simples e 34 agressões sexuais.

Quanto às províncias que mais registaram um aumento de crimes, o subcomissário Mateus Rodrigues destacou Luanda, com 613, Benguela, com 134, Huíla, com 89, Cabinda, com 75, e Bié com igual número de casos.

Das micro-operações de segurança pública realizadas, foram apreendidas 30 armas de fogo de diversos calibres, com destaque para Luanda, com 17, Cuanza-Norte e Cuando Cubango, com cinco cada, assim como Zaire e Lunda-Norte, ambas com quatro.

A par disso, a Polícia apreendeu, ainda, 15 viaturas, 54 motociclos, 74 telemóveis, 32 televisores, 18 botijas de gás butano, 18 cabeças de gado bovino, 3.790 litros de gasolina e 69.605 de gasóleo, 13,295 quilogramas de cocaína e 717.146 de liamba.

Nas micro-operações, os efectivos da Polícia conseguiram, também, recuperar 14 armas de fogo, duas viaturas e desmantelar quatro grupos de marginais.

O porta-voz realçou que, no domínio da fiscalização do trânsito, foram apreendidos 203 veículos automóveis, 935 motociclos, 1.118 Cartas de Condução, 865 verbetes, 1.114 livretes e igual número de Títulos de Registo de Propriedade. Mateus Rodrigues avançou que essas infracções ao Código de Trânsito resultaram na aplicação de multas avaliadas em 14.908.463 kwanzas.

 

Acidentes nas estradas provocam 55 óbitos

Durante o período em análise, a Polícia registou 274 acidentes de viação, que resultaram em 55 mortes e 292 feridos.

Luanda, que averbou a maior taxa de mortes com cerca de 20 por cento, liderou a lista de acidentes, ao registar 48 casos, seguido da Huíla (25), Benguela (22) e Huambo (21), disse o subcomissário Mateus Rodrigues.

As principais causas dos acidentes de viação foram a má travessia de peões, com 128 casos, excesso de velocidade (56), mudança irregular de direcção (33), mau estado das vias (41) e condução sob efeito de álcool (25). O porta-voz disse, ainda, que das acções realizadas para a protecção das fronteiras terrestres e marítimas registou-se a detenção de 2.264 cidadãos, sendo 1,164 da República Democrática do Congo, acompanhados de 48 crianças, 27 do Congo, 17 da Namíbia, dois da Zâmbia e um do Vietname.

Além dos cidadãos estrangeiros, destaque para a detenção de 1.053 nacionais, acompanhadas de 100 crianças, suspeitos de contrabando de combustível e de mercadoria não declarada, pesca ilegal, fuga ao fisco, tráfico ilícito de migrantes, devastação da flora e tentativa de saída clandestina.

 

  Bombeiros em Luanda resgatam seis cadáveres

A província de Luanda registou seis casos de mortes por afogamento, resgatados, durante o último final de semana, pelo Serviço de Protecção Civil e Bombeiros.

Os dados foram apresentados pelo porta-voz da corporação, Faustino Minguês, quando fazia o balanço da situação operativa, correspondente ao sábado e domingo.

Além das mortes, o Comando Provincial da Protecção Civil e Bombeiros registou, ainda, seis incêndios, no último final de semana, avançou o porta-voz do Serviço local de Protecção Civil e Bombeiros, Faustino Minguês.

Os referidos casos de incêndios, segundo o responsável, foram notificados nos municípios do Kilamba Kiaxi, Luanda e Belas.

Quanto às presumíveis causas, o porta-voz do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros  disse que, entre outras, houve o registo de dois curto-circuitos e um caso de negligência, sendo que as áreas afectadas são as dos transportes, religiosa e residências. No período em estudo, o Comando Provincial de Luanda do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros realizou 29 solicitações para intervir em várias ocorrências, das quais 28 confirmadas e intervencionadas e uma não.

Foram apontados 12 casos de neutralização de derrame de combustível na via pública nos municípios de Luanda e Belas. Os serviços pré-hospitalares, referiu, tiveram o registo de 11 casos, com destaque para os municípios de Viana, Cacuaco, Luanda e Cazenga.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade